Kito Mansano, sócio-diretor da Rock Comunicação, nega que zerou a taxa de remuneração da concorrência da Petrobras Distribuidora para a área de eventos, em que a Rock obteve a melhor pontuação até o momento.

Rock esclarece que não zerou taxa em concorrência da Petrobras

23/10/2017

?Kito Mansano, sócio-diretor da Rock Comunicação, nega que zerou a taxa de remuneração da concorrência da Petrobras Distribuidora para a área de eventos, em que a Rock obteve a melhor pontuação até o momento.

Segundo ele, a agência será remunerada em 5% sobre o valor total do contrato, "isso se for declarada ganhadora, pois existe ainda outra etapa a ser concluída".

A polêmica começou quando circulou no mercado um documento que mostra que a Rock havia zerado a taxa, mas na verdade ela deu 100% de desconto na tabela Ampro (Associação de Marketing Promocional), que trata exclusivamente sobre a remuneração para criação.

"O processo é feito em várias etapas, uma delas é a taxa de remuneração da agência que conforme o edital descreve,  deve estar entre 5%  e 8% do valor do contrato. Logo, a ganhadora será remunerada pela taxa que ofertou. Como remuneração adicional, o edital propõe a utilização da tabela Ampro exclusivamente para criação, sendo ganhador a agência que obtiver maior nota compondo com o maior desconto nesta tabela. Lembrando que a taxa de remuneração da agência já foi definida e não entra neste desconto. A Rock ofertou 100% de desconto nesta tabela, pois entende que a remuneração da agência está garantida com os 5% do valor do contrato", explica Mansano.

Kito Mansano, sócio-diretor da Rock Comunicação

A  verba anual para esta conta é de R$ 18 milhões ou R$ 90 milhões para um período de cinco anos, o prazo para a vigência do contrato.


Fonte:: Redação