RJ ganha programa de incentivo ao turismo

11/06/2018


Principal porta de entrada de turistas internacionais do Brasil, o Rio de Janeiro ganhou um grande programa de incentivo ao turismo.

Os detalhes deste investimento foram revelados no dia 8 de junho, no Copacabana Palace, em evento que reuniu diversas autoridades ligadas ao turismo e a segurança pública. O programa está baseado no princípio da integração, ou seja, iniciativas públicas e privadas, e órgãos municipais, estaduais e federais têm que trabalhar juntos.

Em parceria com a Secretaria Estadual de Segurança, a Abih-RJ realizou um grande seminário com líderes para debater o atual momento da cidade nos aspectos relacionados ao turismo.

Entre eles, o secretário de Segurança do RJ, Richard Nunes; o secretário de Turismo, Nilo Félix; o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz; o presidente da Riotur, Marcelo Alves; o presidente da Confederação Nacional do Turismo, Nelson Abreu; e o presidente da Abih-RJ, Alfredo Lopes.

O novo programa de incentivo ao turismo está totalmente ligado à integração dos órgãos públicos e privados. A grande intervenção federal na segurança pública do Estado, por sua vez, já vem criando boas notícias. Tanto é que quem liderou o seminário “Juntos Por um Rio Mais Positivo”, ao lado do ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, foi o próprio secretário de Segurança do RJ, Richard Nunes.

“Estamos aqui juntos por um Rio mais positivo. O termo escolhido para este seminário está certíssimo. Eu digo que não há segurança sem recursos, não há ordem sem progresso, logo seguimos a estratégia de recuperar a capacidade operativa dos órgãos de segurança pública. Nosso objetivo é sempre reduzir os índices de criminalidade. Nestes 100 dias de intervenção federal, já fizemos muita coisa.”, disse Richard Nunes.

É o que mostra os números divulgados pelo próprio secretário durante o seminário. Durante o feriado de Semana Santa de 2017, 20 roubos na orla foram constatados. No mesmo período deste ano, apenas quatro incidentes. Até abril do ano passado, houve 80 furtos a turistas em toda a orla. Neste ano, chega a 40.

“Atualmente, dentre as 27 Capitais, o Rio tem a sétima menor taxa de homicídios. Cerca de 98,5% dos turistas internacionais voltariam à cidade. E nossa solução para fazer mais pelo turismo é justamente a integração de órgãos públicos e privados, policiais e tecnologia.”, disse Richard.

Na ocasião, também foram divulgados os resultados já conquistados com a intervenção federal e as ações planejadas para o Rio de Janeiro, cidade que não está nem entre as 50 mais violentas do mundo. Para o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, o grande problema de crescimento do Brasil é a falta de investimento, algo que o próprio Rio já conseguiu e deve se aproveitar deste legado.

“No entanto, é preciso que o Estado retome sua condição de desenvolvimento sustentável. O Rio foi uma das cidades que mais recebeu investimentos nos últimos anos. É uma cidade que pode viver de turismo. Só que aqui temos medo de desenvolvimento. E se tem um setor que tem potencial para alavancar o Rio de Janeiro, é o turismo. Um setor que pode criar empregos para várias gerações.”, disse Lummertz.

Cai o número de assaltos a turistas

Um dos dados relevantes divulgados pelo secretário de Estado de Segurança, Richard Nunes, foi o índice de furto a turista entre os meses de janeiro e maio. Em 2016, o número chegou ao seu auge: 2.775 casos. Em 2016, houve uma queda de 23,9%. Com a intervenção federal este ano, a queda com relação a 2016 chegou a 32%, ou seja, os números seguem caindo, mas a repercussão na imprensa ainda é negativa.

De acordo com o presidente da Riotur, Marcelo Alves, o Rio está exausto de notícias negativas.“Ficamos surpresos e felizes com as notícias apresentadas por Richard Nunes, ações extremamente positivas. O turismo do Rio não é mais uma vocação, é uma realidade que precisamos respirar.”, disse Marcelo

Ele logo foi seguido pelo secretário de Turismo do Rio de Janeiro, Nilo Sérgio Felix. “Precisamos da ajuda de todas as entidades não só de nosso setor. Precisamos gerar notícias positivas para retomar a autoestima e do apoio e compromisso da iniciativa privada e pública. Se o turismo vai bem, a cidade vai bem.”, disse Nilo.

Fonte: Redação Promoview.