App AdoteUmCara apresenta a #EuQuero

08/03/2019


A campanha, que já atingiu dezenas de mulheres em outros países da América Latina, chega ao Brasil com o intuito de oferecer um local seguro para que as mulheres possam expressar seus desejos.

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o app de relacionamento AdoteUmCara lançou a campanha #EuQuero, uma plataforma onde mulheres do Brasil inteiro podem compartilhar seus sonhos, metas e inquietações.

Confira as últimas novidades sobre marketing digital aqui.

Leia também: Simplesmente Ser.

A ideia é que este seja um lugar seguro e livre, onde elas possam se expressar sem medo de serem julgadas.

A plataforma funciona também como um espaço de união e sororidade. Por intermédio das postagens, as usuárias podem ver que não estão sozinhas, percebendo que outras meninas compartilham dos mesmos sentimentos,  descobrindo formas de se empoderar e empatizando umas com as outras.

Segundo Karolina Ciccarelli, diretora de comunicação do aplicativo no Brasil, a ideia da campanha surgiu de um incômodo.

"A data comemorativa é resultado da luta de mulheres que fizeram suas vozes serem ouvidas e conquistaram diversas mudanças para uma sociedade mais justa e igualitária. Porém, este significado estava se perdendo com o tempo. O intuito da campanha é lembrar as mulheres de que não podemos deixar de exigir nosso direito e devemos manter vivo o desejo de mudança.", declara Karolina.

Entre os depoimentos, os temas mais recorrentes envolvem pressões sociais sobre o corpo ou a vida da mulher, como por exemplo, a ideia de que as mulheres devem se casar, ter filhos ou ainda estarem sempre em forma.

Outro tema bastante comentado são preocupações com a própria segurança. Em um país onde são registrados 606 casos de violência doméstica e 164 casos de estupros por dia*, esta não é uma preocupação rasa.

São dados como esse que reforçam o quão relevantes são as iniciativas como essa. Para acessar a plataforma, compartilhar seu #EuQuero e continuar a mudança, basta acessar o link.

*Dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública em agosto de 2018.

Fonte: Redação.