Show virtual no Fortnite atrai golpistas

16/02/2019


Eset analisa casos de vendas de ingressos falsas para o show virtual do DJ Marshmello, que reuniu 10 milhões de telespectadores.

Pela primeira vez na história, um show dentro de um jogo virtual.

Confira as últimas novidades sobre marketing digital aqui.

O DJ americano Marshmello, fez uma apresentação de 10 minutos no popular Fortnite, da Epic Games.

No entanto, como frequentemente acontece neste tipo de evento, foram identificadas fraudes, e algumas pessoas tentaram vender ingressos para o show, sendo que a apresentação virtual era gratuita.

A Eset, empresa de detecção pró-ativa de ameaças, analisou o caso e traz dicas para evitar cair neste tipo de golpe na web.

O evento reuniu aproximadamente 10 milhões de usuários, principalmente adolescentes e crianças. Um público 25 vezes maior do que o do lendário concerto de Woodstock, demonstrando a importância de prestar atenção à segurança e controle sobre a exposição dos usuários ao usar mídia digital.

Por meio de redes sociais como o Twitter, foram identificadas diferentes mensagens nas quais a venda de ingressos para o show do DJ Marshmello era oferecida, ou mensagens oferecendo acesso VIP, mesmo o evento sendo totalmente gratuito.

https://www.welivesecurity.com/wp-content/uploads/2019/02/Concierto-Marshmello-Fortnite-hito-atrajo-estafadores-1-1.png

O Usuário do Twitter oferece VIP para ver o DJ Marshmello em Fortnite

https://www.welivesecurity.com/wp-content/uploads/2019/02/Concierto-Marshmello-Fortnite-hito-atrajo-estafadores-2-1.png

Este outro usuário oferece ingressos e pede para que o contato seja feito mensagem privada .

Esse tipo de jogo não apenas permite jogar, mas também oferece a possibilidade de interagir com outras pessoas. No caso do Fortnite, a função "chat de voz" permite falar com qualquer outro jogador. É nesse ponto que a Eset recomenda analisar os riscos associados ao contato com estranhos no mundo digital.

Outros casos

Em relação aos riscos nos jogos on-line, foram reportados casos nos Estados Unidos e no Canadá, nos quais groomers (adultos que manipulam um menor para afetar sua integridade sexual) foram presos, baseados em investigações que surgiram de uma queixa feita por um usuário Fortnite.

"Isso ocorre em parte por causa da falsa sensação de segurança ou privacidade desse ambiente, em que o usuário sente que está no controle de suas informações, sem perceber que, ao se mover entre os supostos pares, começa pouco a pouco a abaixar a guarda e expor-se desnecessariamente aos assediadores. Disfarçados de supostos jogadores, os criminosos prometem (e até em alguns casos cumprem) dar acessórios ou melhorias ao personagem, assim ganham a confiança do usuário para que, por exemplo, o assediador solicite o envio de imagens íntimas para depois extorqui-lo.", diz Camilo Gutierrez, chefe do Laboratório de Pesquisa da Eset Latin America.

A Eset recomenda que os usuários estejam cientes dos riscos associados ao uso da internet para aproveitar a tecnologia com segurança. Nesse sentido, é importante atentar-se para as interações dos usuários, principalmente menores, e verificar por diversas fontes todas as informações que encontramos para não serem vítimas de campanhas de engenharia social.

Por fim, é importante que os usuários aprendam a proteger suas informações pessoais para evitar se tornarem alvos de cibercriminosos.

Fonte: Redação.

TAGs: