Iniciativa baseada no Watson da IBM começa a se popularizar

BIA, do Bradesco, começa a ser liberado para clientes Prime

09/10/2017

 

A ferramenta de inteligência artificial do Bradesco, a BIA (Bradesco Inteligência Artificial) baseada na tecnologia Watson da IBM está começando a ser liberada aos poucos para o grande público. Em conversa com o Mobile Time, Henrique Albuquerque, gerente de algoritmos e inovação de dados no banco Bradesco, informou que entre 150 mil e 200 mil usuários do app Bradesco Prime já estão usando a assistente digital, ainda em caráter de teste.

Albuquerque confirmou que sua área está preparando os últimos ajustes para lançar a BIA para todos os usuários até o final deste ano. De acordo com o executivo, o bot do banco será mais “informacional”, com o intuito de tirar dúvidas dos correntistas e futuros clientes, como solicitação de um novo cartão de crédito, bloqueio e desbloqueio de cartões, entre outros.

“BIA está aprendendo a tirar dúvidas dos clientes deve ter o rollout até o final do ano”, disse Albuquerque. “Temos entre 10 e 11 milhões de usuários mobile por mês. Se uma parcela disso usar, ela vai continuar crescendo e agregando mais informações ao seu banco de dados”.

Após atingir 100% da base e estabilizar seu uso, a ideia do Bradesco é liberar o uso de transações bancárias por meio da BIA. Albuquerque explicou que estão trabalhando para permitir operações como transferências, depósitos e pagamentos de conta. No segundo momento serão implementadas ações de Live Marketing. Entretanto, agências e profissionais deverão deter o conhecimento para atenderem briefings com esta particularidade.

Uso interno

Além dos testes com os correntistas, o sistema de inteligência artificial do Bradesco está disponível para os funcionários da instituição. Albuquerque confirmou que atualmente 11 mil conversas por dia são realizadas entre profissionais e o bot, totalizando 3,3 mil agências e 40 mil pessoas relacionando com a BIA por mês. O projeto está sendo imlantado em etapas, como pode se ver no inforgráfico.

 


Fonte:: Redação com Informações do Mobile Time