O que é marketing social?

14/01/2019


O objetivo principal dessa ferramenta é promover um diálogo interativo entre marca e consumidor, fomentando não apenas uma reflexão, mas ações concretas a fim de gerar mudanças sociais e eficazes.

Marketing social, como a própria expressão indica, é um conjunto de ações realizadas por uma empresa por causas sociais e não comerciais. Dessa forma, em vez de focar na venda de produtos ou serviços, ou na reputação da marca, ela se promove a partir de ideias e atitudes.

Leia também: Ações sustentáveis: quanto mais, melhor.

Leia também: O que é marketing promocional?

Leia também: O que é live marketing?

Por isso, quando se trata de campanhas institucionais, o marketing social é uma das principais estratégias utilizadas pelas empresas. Ele é praticado em especial por órgãos públicos, por exemplo, nos quais há maior apelo à coletividade.

Basicamente, as estratégias de marketing social relacionam a empresa a uma questão que seja relevante à sociedade como um todo.

Entre elas, as principais se direcionam à educação, saúde e transporte, que estão entre as necessidades básicas.

Ao mesmo tempo em que tenta amenizar problemas pontuais, o marketing social acaba envolvendo a população em torno da causa.

De quebra, gera benefícios importantes para uma determinada comunidade, seja ela regional ou nacional.

Obviamente, esse tipo de campanha também acarreta em um retorno positivo para a própria empresa promotora das ações. Isso acontece ao reforçar o seu posicionamento e valores, melhorando a sua imagem.

Para que as campanhas sociais alcancem seus objetivos, é preciso dar a devida atenção e alguns elementos essenciais.

Antes de tudo, claro, é preciso definir a causa, que é a questão social a ser abordada na campanha.

Em seguida, há o compromisso de deixar bem evidenciado quem é o promotor da mudança, ou seja, a empresa com a qual a causa será associada.

O terceiro elemento consiste em estabelecer quais segmentos serão escolhidos como o alvo da campanha.

Para que a campanha tenha eficácia, deve propor estratégias de mudanças para aquela questão. Ou seja, existe a necessidade de mostrar ao público que a empresa se importa com a comunidade e preza pelo seu bem.

Essa é a razão de a estratégia de marketing social existir.

Formas de Marketing Social

- Marketing de filantropia: quando o conteúdo da campanha se apoia na doação que a empresa está fazendo a uma determinada entidade.

- Marketing de campanhas sociais: envolve a veiculação de mensagens de interesse público em embalagens de produtos, por exemplo, ou organizar uma força de vendas com um percentual destinado a entidades.

- Marketing de relacionamento com base em ações sociais: busca aproximar o público e a empresa, fazendo uso da equipe de vendas para guiar os clientes como usuários de serviços sociais.

- Marketing de promoção social do produto e da marca: o foco desse tipo de marketing é a geração de valor para o negócio. Normalmente, é adotado pela empresa que utiliza o nome de uma entidade, por exemplo.

- Marketing de patrocínio dos projetos sociais: nessa modalidade, o patrocínio pode ser tanto a terceiros quanto próprio, no qual projetos são criados e implementados com os recursos da empresa.

A importância do marketing social

Estamos vivenciando uma verdadeira revolução nos hábitos de consumo. Isso acontece em grande parte graças ao avanço da tecnologia e da internet. Os consumidores estão cada vez mais exigentes e com expectativas altas em relação às empresas, seus produtos e serviços.

Nesse contexto, as marcas precisam sempre estar em busca de novas formas de se diferenciar dos concorrentes. Assim, o marketing social cai como uma luva para agir nesse novo mercado e conquistar os clientes.

É preciso levar em conta que a responsabilidade social deve começar com ações de cidadania, fazendo uso do marketing como sua base de sustentação. Logo, o principal benefício desse tipo de marketing é a geração de um valor diferencial para a marca e uma vantagem competitiva para ela.

Mas como alcançar tal condição? A saída é focar no compartilhamento de valores entre as pessoas e sua empresa.

Não se trata apenas de fazer com os consumidores aspirem os valores da sua marca. Para que eles sejam bem aceitos pela audiência, é preciso adequar a campanha de acordo com três pontos básicos:

1. Antes de tudo, identificar quais são os valores da marca e os valores do consumidor dessa marca, produto ou serviço.
2. Em seguida, mapear as causas sociais que, de algum modo, se relacionam com os valores identificados.
3. Finalmente, é o momento de escolher uma ou mais causas e definir objetivos claros de curto, médio e longo prazo para serem trabalhados.

Vale lembrar que o maior desafio do marketing social é justamente encontrar valores em comum entre a empresa e o consumidor para depois achar uma causa que seja relevante para a ele e coerente com o negócio.

No marketing social, o foco são as pessoas. Ele busca fomentar uma consciência em cada indivíduo para que, em conjunto, consigam romper a zonas de conforto e adotar novos hábitos, prezando o bem comum.

Intervenções sociais e políticas públicas se integram para que seja alcançado esse objetivo da adoção de novos valores e comportamentos.

Como fazer marketing social

É comum vermos nas redes sociais as empresas mudando a cor do avatar do perfil de acordo com algum movimento, como o Outubro Rosa e o Novembro Azul, por exemplo. Mas o marketing social vai muito além disso.

Se a empresa quer realmente surtir efeito nas pessoas, uma mudança em seu comportamento por intermédio do seu negócio, é preciso investimento.

Como em qualquer campanha, no marketing social, é necessário identificar e segmentar o público-alvo ideal, realizar pesquisas para entender o mercado, traçar metas e criar um plano de marketing com objetivos claros e fáceis de serem mensurados.

Com a causa escolhida, é o momento de decidir a forma como a sua empresa irá trabalhar para ser promotora de mudança na prática.

Se ela ainda está começando a pensar em marketing social e não tem capacidade para atuar ativamente naquela causa, o marketing de filantropia pode ser um bom pontapé inicial. Para isso, basta fazer doação para alguma entidade que realize o trabalho de fato.

Por outro lado, se a sua empresa já atua nesse segmento e possui recursos próprios, patrocinar projetos sociais pode ser uma boa pedida. De um jeito ou de outro, o ideal é se comprometer com a causa e propor maneiras de conseguir mudanças efetivas.

Promoview sempre publica em suas páginas posts de marketing social porque acredita que quanto mais divulgar ações desse tipo, maiores são as chances de mais pessoas se envolverem em uma causa nobre.

 

 

Fonte: Redação.

TAGs: