Campanha combate violência doméstica durante a Copa

04/07/2018


Se por um lado, a Copa do Mundo é ideal para encontrar pessoas queridas e torcer, por outro, ela pode expressar também os sentimentos mais baixos de um ser-humano.

De uma maneira que mostra que o futebol nem sempre é um jogo tão belo assim, um estudo expôs os números que não aparecem nas estatísticas esportivas dos diversos jogos nacionais.

De acordo com um instituto inglês, sempre que o país bretão joga, a violência doméstica aumenta em 26% pelo excesso no consumo etílico e as tensões do jogo. Se a nação europeia perde, essa porcentagem sobe para 38%.

Para denunciar toda essa questão, a J. Walter Thompson de Londres em parceria com o Centro Nacional de Violência Doméstica fez uma ação que choca para conscientizar. Por meio de uma forte construção, a agência pinta a cruz inglesa de sangue no rosto de uma mulher.

A peça choca ao dizer que “Se a Inglaterra for espancada, ela também será”.

Fonte: Redação Promoview.