Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Dia do Profissional de Eventos: Há o que celebrar?

Por: Camile Kogus, repórter do Promoview. . 1 de Maio de 2021

Hoje, 30 de abril, é celebrado o Dia do Profissional de Eventos, e, depois de um ano de pandemia, ainda existe a pergunta se há algo para celebrar. 

Nesses últimos 12 meses, o mercado de live marketing, feiras de negócios e eventos corporativos, sofreu o maior baque de suas história. 

Confira as últimas novidades sobre live marketing aqui.

Leia também: Live marketing 2020 x 2021 = Realidade e expectativa.

Para se ter uma ideia, segundo um levantamento da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape), estima-se que a indústria de eventos registrou 400 mil demissões desde fevereiro do ano passado. 

O mundo teve que parar, mas ninguém pensou em como isso afetaria os profissionais da área. Tanto que no último ano, várias manifestações aconteceram, justamente como uma espécie de "grito de socorro". 

Por conta do isolamento social, o mercado estima cerca de R$ 50 bilhões de prejuízo por mês (Foto: Reprodução).

Em agosto de 2020, como mostramos aqui no Promoview, mais de 1.000 pessoas do setor se organizaram para promover uma ação, seguindo todas as recomendações sanitárias de prevenção ao Covid-19, para falar sobre a necessidade de um suporte maior por parte do Governo. 

Já em setembro do ano passado, profissionais de eventos da Espanha promoveram uma grande passeata sob o tema ‘Alerta vermelho/Nós fazemos eventos’.

O protesto se estendeu por 28 cidades da Espanha , visando dar visibilidade à situação alarmante do setor. Várias outras manifestações também aconteceram em outros locais ao redor do mundo. 

Todas essas ações, bem como as que estão acontecendo em 2021, têm algo em comum. Os participantes têm plena consciência sobre a necessidade de parar, mas precisam do auxílio para isso, uma vez que, sem trabalho, não podem sobreviver. 

Fernando Lummertz (Foto: Reprodução).

Fernando Lummertz, principal influenciador no setor de feiras de negócios, e com quatro décadas de atuação nesta área, fala mais sobre essa questão. 

"Não há a menor dúvida de que os últimos doze meses foram os piores de toda história moderna para os profissionais eventos. Ser profissional de eventos é estar preparado para fazer TUDO. E neste último ano, paradoxalmente, fomos obrigados a não fazer NADA.", explicou o especialista. 

"Não existe nada pior para quem trabalha neste setor, gerador de altas doses de adrenalina, do que ficar parado. Na situação atual, além de fazer mal para a saúde, faz mal para a alma e para o bolso.", complementa Lummertz.

Com certeza parar foi extremamente difícil para o setor de eventos. Mas, quem atua nesse mercado não pode deixar simplesmente de fazer acontecer. 

Na verdade, vimos uma verdadeira transformação no mercado. As lives conquistaram espaço, e, com o passar do tempo, os eventos híbridos chegaram. 

Como mostramos em nossa matéria "Saímos. Quando voltaremos?", as empresas tiveram que se adaptar, e, consequente, os profissionais de eventos também tiveram que usar ao máximo a resiliência para sobreviver. 

“O ano de 2020 fez que o setor de eventos passasse por uma reflexão profunda.  Impedidos de atuar por estarem erroneamente associados somente a aglomerações, chegou-se a um momento em que eu acho que a denominação 'organizador de eventos' deveria ser revista e ressignificada.", explicou Paulo Octavio Pereira de Almeida, o P.O, que é palestrante e consultor da área de live marketing.

Paulo Octavio Pereira de Almeida (Foto: Reprodução).

Para o especialista, esses 12 meses transformaram completamente os profissionais da área. Se antes eles já tinham uma alta expertise para planejar, criar, organizar e "fazer acontecer", agora eles têm tudo isso e mais o conhecimento de como levar experiências únicas para o digital. 

"Eventos estão acontecendo com toda a força no formato virtual nestes últimos meses, e, assim que a situação sanitária permitir (vacinação), teremos o retorno dos eventos presenciais.", explicou P.O. 

"Organizar um evento deixará de ser uma função eminentemente tática para evoluir a uma atividade mais estratégica, onde os profissionais do setor vão atuar como catalisadores de comunidades e propósitos independente do formato (virtual/presencial/híbrido) e com a tecnologia como aliada.”, complementou o articulista do Promoview

Um período de aprendizado 

A pandemia afetou os profissionais de eventos de diferentes formas. Muita gente conseguir se adaptar, mas outros não tiveram tanta sorte, pois tiveram realmente que parar 100%, como explica o empresário Wilson Ferreira Junior

"Não pode haver uma visão única sobre o que significou este ano de pandemia (que ainda segue) para os profissionais de eventos. Em comum, apenas o baque da mudança radical e inesperada. Todo o resto varia de acordo com a especialidade e capacidade de adaptação de cada um.", comenta.

Wilson Ferreira Junior (Foto: Divulgação).

Segundo ele, quem conseguiu levar o trabalho para o home office, como as áreas de criação, planejamento e digital, conseguiu atuar, mesmo que em uma escala drasticamente reduzida, desde que tivessem uma estrutura doméstica. Já outros profissionais que não puderam migrar, não tiveram a mesma oportunidade. 

"A turma vinculada diretamente às atividades de campo, notadamente produção, viagens corporativas e fornecedores (cenografia, serviços, A&B), para esses foi como bater num muro a 150 km/hora. Escrevo isso com senso extremo de solidariedade e muita admiração sobre a capacidade criativa de muitos que, passado o susto inicial, trabalharam alternativas, correram atrás de novas formas, temporárias ou não, de ganhar seu dinheiro e exercer seu talento.", afirmou Wilson. 

De certo modo, o dia 30 de abril de 2021 pode celebrar justamente esse aprendizado. Não há dúvidas de que os últimos meses foram difíceis, mas, mesmo perante os desafios e baques, esses profissionais fizeram tudo para sobreviverem e mostrar o quão importante é a arte de fazer ao vivo. 

Tanto que, o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse), representado pelo PL 5638/20, foi aprovado e segue para sanção do Executivo e regulamentação. Ele representa praticamente uma luz no fim do túnel, mesmo que tendo passado tanto tempo desde o início da pandemia. 

Com isso podemos aprender, também, que mais do que resiliência, é necessário um papel ativo dos profissionais como cidadãos, cobrando medidas que possam auxiliar a todos. 

"Costumo dizer que o dia 30 de abril é perfeito para ser o Dia do Profissional de Eventos, porque vem imediatamente antes do dia 1º de maio, que é o Dia do Trabalho e nós sempre chegamos antes mesmo, para arrumar e fazer a festa dos outros acontecer. Quero dar meus parabéns a todos e também uma mensagem de esperança. Não no estilo apenas do "vai passar". Mas "vai passar, e, por favor, que todos aprendamos com o que está acontecendo, para que sejamos melhores e mais fortes como profissionais, como cidadãos e como sociedade.", finaliza Wilson. 

Uma retomada segura, e que ajude os profissionais de evento

Com toda a certeza o último ano foi difícil para os profissionais de evento. Foram muitos meses parados, e o futuro ainda é incerto. 

Para Fernando Lummertz, a vacinação é essencial para essa retomada, mas, também, o bom senso das autoridades. Afinal, depois de um ano, é evidente que o setor já se adaptou totalmente, e pode começar a retornar, sempre respeitando todas as medidas em vigor. 

"Com a evolução da vacinação vários eventos, de acordo com a tipologia de cada um, já podem retornar. É preciso que haja bom senso das autoridades para não dizimar uma categoria que é extremamente competente naquilo que faz e que é indispensável para que a roda da economia se movimente em ritmo adequado.", disse Lummertz.

A verdade é que nesse Dia dos Profissionais de Evento, o que podemos celebrar é que, mesmo que em passos pequenos, estamos retornando aos poucos para um cenário mais favorável para todos. 

Como veículo de comunicação especializado em live marketing, Promoview sabe o quanto isso significa. Os últimos doze meses foram de muitas perdas, em vários aspectos. 

Sabemos que foi extremamente difícil para todos, e, mais uma vez, queremos salientar que o Portal está aqui para manter a chama do live acesa. 

Nós, assim como os profissionais de eventos estamos ansiosos para a total retomada do setor. Ver mais uma vez os eventos grandiosos, as ativações incríveis, mas, principalmente, o calor humano. 

Então, nessa data tão importante para o setor, toda a equipe do Promoview deixa aqui o apoio e energias positivas para que a situação melhore o quanto antes, e que possamos nos encontrar novamente, cara a cara! 

Tags: mercado-de-eventos | melhores-da-semana | profissionais-de-eventos | dia-do-profissional-de-eventos