Canal
Geral

<!--:pt-->Varejo aposta em eventos de moda<!--:-->

Por: 0 18 de Abril de 2010

O Crystal Fashion, um dos maiores eventos varejistas da Região Sul, deu início ontem (12/04), à sua 22.ª edição. Criado no fim da década de 90, na mesma época em que muitos empreendimentos do País abriam suas passarelas próprias, o evento reúne hoje mais de 30 mil pessoas ao longo de uma semana e, de certa forma, faz escola. Desfiles e outros eventos de moda se multiplicam como uma das apostas do varejo para aparecer - e crescer.

byvivas

No começo do ano passado, por exemplo, o ParkShopping Barigui chegou a anunciar o Barigui Fashion Days, que seria realizado em abril. O evento não aconteceu e o empreendimento justificou, na época, que ia reavaliar o projeto, já que ele despertou mais interesse do que o imaginado. Mas iniciativas de menor porte têm surgido com frequência. Está programada para outubro, por exemplo, a segunda edição do Fashion Kids Curitiba - desfile de moda infantil, promovido pela Duo Eventos. No ano passado desfilaram no Hotel Pestana grifes nacionais e lojas locais, como Xiquita Batel, Kid's Concept, Môme, Petit Monde, PUC e Tyrol. Incluindo as feiras, a lista é ainda maior. No fim de março, o primeiro Salão da Mamãe reuniu 13 lojistas e outros prestadores de serviço. Segundo a organizadora, Danielle Sommer, cerca de três mil pessoas visitaram o evento durante os três dias. "O custo é relativamente baixo para o resultado que a feira traz. Em três dias, as lojas conseguem atingir um público grande em número e qualidade, já que o evento foi voltado para um público-alvo bem específico." A ideia é que o evento se torne anual. Curitiba tem ainda o Paraná Business Collection, que chegou à quarta edição neste ano, e é realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), por meio do Conselho Setorial da Indústria do Vestuário, e pelo Sebrae/PR. O PBC, no entanto, mistura características das semanas de moda do varejo, destinadas ao consumidor final, e das conceituais, como a SPFW, nas quais os estilistas apresentam suas criações. Investimento O Crystal Fashion recebe atualmente cerca de R$ 2,7 milhões em investimentos - dos quais apenas 10% é custeado pelo próprio shopping. O restante é resultado de parcerias e patrocínios. Em 2008, o evento perdeu seu principal patrocinador, a Natura, que investia cerca de R$ 150 mil por edição. De lá pra cá, ele não tem mais um patrocinador master, e as cotas correspondentes foram divididas entre patrocinadores menores. "Mas não tivemos problemas porque há muito interesse das empresas em participar", garante a gerente de marketing Lylian Vargas. Para as lojas, a taxa de participação é de R$ 4,5 mil, mais as despesas com o próprio desfile, que começa em cerca de R$ 15 mil, mas podem chegar às alturas, dependendo da celebridade convidada pela marca para ocupar a passarela. O cachê de um ator global - que costuma ser garantia de público - muitas vezes ultrapassa os R$ 40 mil. Fonte: Gazeta do Povo.

Tags: