GERAL

GERAL

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

O investimento de marcas nas divisões de base do esporte

Por: 0. 16 de Abril de 2012

Por Rodrigo Geammal Vale iniciar essa reflexão abordando o tema futebol. Hoje, os grandes clubes do eixo Rio x São Paulo já começam a ter grandes dificuldades na busca por patrocinadores. Com exceção de um ou outro, existem grandes clubes sem patrocínio master. Imaginem, então, as dificuldades que os times de base enfrentam para desenvolver os futuros talentos do esporte mais admirado: o futebol. Realmente, até que o jovem garoto torne-se profissional em seu clube passa por muitas dificuldades e sofre muito com a falta de estrutura. Alerto sobre a importância de elaborar projetos profissionais de marketing que não só tenham como foco o time principal, mas que despertem no patrocinador o interesse em apoiar a formação dos atletas. Fico muito feliz em ver o Neymar com diversos patrocinadores, mas vale ressaltar que até a sua revelação todo apoio foi feito pelo guerreiro e admirado pai do jogador, que acreditou no talento do filho. Existem diversos garotos talentosos espalhados pelo Brasil, mas sem oportunidade de vivenciar um trabalho sério de formação de atleta já que os clubes não têm apoio financeiro. Para abrir mais o leque, vamos falar de outras categorias do esporte. É decepcionante o cenário atual! Quando um atleta brasileiro ganha uma medalha em Mundiais e em Torneios Internacionais, é de se esperar que ele seja recebido como uma autoridade, mas isso não acontece. As dificuldades que passa no dia a dia para treinar e ter uma estrutura ideal são grandes. E olha que ele realmente é um campeão! O Brasil deveria transformar o esporte em uma plataforma séria de desenvolvimento de cidadãos de princípios, autoestima e objetivos.  Estamos nos aproximando das Olimpíadas, o assunto já é falado há algum tempo, e poucas marcas corporativas apoiam projetos de formação de atletas. Isso é uma vergonha! As empresas nacionais e multinacionais não têm toda a culpa neste cenário. Faltam projetos sérios e de credibilidade. Entretanto chegou o momento de levantarmos essa bandeira e provocar o Governo e Autoridades para juntos construirmos um novo cenário que seja embasado em fundamentos para gerar interesse pelos patrocinadores e demais interessados em reverter esta situação. Finalizo essa reflexão destacando que falta um trabalho sério de acompanhamento e gestão dos projetos que estão sendo apoiados. É preciso criar credibilidade junto aos patrocinadores e, principalmente, para a sociedade brasileira. As mídias precisam apresentar os resultados que estão sendo conquistados. Só se fala em construção de infraestrutura, mas isso somente não é o mais relevante. Acho muito importante sim, mas falta um olhar especial aos talentos do Brasil, senão, o resultado será frustrante: lindas e potenciais arenas e muitas medalhas e premiações entregues para chineses, americanos e cubanos! O Brasil precisa ser bem representado e, para isso, tem que investir na base do nosso esporte. Se você é gerente ou diretor de marketing da sua empresa repense seu planejamento e passe a apoiar estas iniciativas. Se cada um pensar assim teremos um futuro mais promissor.

Tags: