Canal
Geral

<!--:pt-->Virada em Copacabana emocionou o público<!--:-->

Por: 0 1 de Janeiro de 2010

O tempo ajudou, a chuva não caiu durante a passagem de ano em Copacabana no Rio de Janeiro. A música sincronizada em toda a extensão da orla e a redução da fumaça foram as boas novidades.

[caption id="attachment_72506" align="aligncenter" width="534" caption="Réveillon 2009 na Orla de Copacabana e que em 2010 estará sob o comando de Abel Gomes."][/caption]

Paralamas do Sucesso, Lulu Santos, Roberta Sá, Beth Carvalho e Blitz animaram o público, além de DJs que deram início à festa às 20hs. Para fechar a noite, as escolas de samba primeiras colocadas do Carnaval 2009 animaram quem ainda estava na orla. Para o secretário de Turismo do Rio, Antonio Pedro Figueira de Mello, a avaliação do espetáculo foi a melhor possível: “Deus nos ajudou, todos os santos presentes aqui na Praia de Copacabana, principalmente essas duas milhões de pessoas que estão aqui nessa praia fazendo suas preces. A lua apareceu, foi tudo perfeito”, disse o secretário, lembrando que o show de fogos custou R$ 15 milhões, sendo que apenas R$ 2 milhões dessa quantia de dinheiro público – o restante foi de patrocínios. "O Scott Givens (responsável pela organização do espetáculo) cumpriu o que ele prometeu, sincronização perfeita, a contagem perfeita", acrescentou.  O próprio Givens não escondeu a felicidade. Para ele, foi emocionante ver a multidão curtindo o show, que saiu como planejado. "A chuva foi um desafio. Estive com medo da chuva, mas não poderia ter tido melhor tempo", disse. No quesito turismo, o réveillon do Rio, mais uma vez, superou as expectativas. A cidade deve receber 621 mil visitantes para celebrar a chegada de 2010, o que representa 9 mil visitantes a mais do que no ano passado. Os turistas nacionais e estrangeiros devem gerar renda de R$ 775 milhões para a economia carioca. Este ano, a taxa média de ocupação entre 31 dezembro e 3 de janeiro, será de 95%. No réveillon passado, o índice foi de 94,2%, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro (ABIH-RJ).

Tags: