CONTEÚDO

CONTEÚDO

Pulso avalia expectativas com retomada do presencial

Pulso avalia expectativas com retomada do presencial

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por


17 de Março de 2022

Nesta época de começo de ano, principalmente em uma situação em que, ao que tudo indica, estamos finalmente vencendo a pandemia, as expectativas para 2022 estão nas alturas e muito estão ansiosos pela volta dos eventos. Ao mesmo tempo, outros ainda não parecem tão convencidos de que a pandemia realmente acabou. 

Com o objetivo de conhecer a fundo as expectativas dos brasileiros com o retorno das atividades presenciais às agendas das cidades brasileiras, a Hibou - empresa de monitoramento de pesquisas, em colaboração com a Score Retail, empresa de data retail da B&Partners.co, lançou uma nova edição do Pulso, agora a respeito dos “Eventos fora de Casa”, que contou com a participação de mais de 1900 pessoas, para analisar o novo contexto.

Mesmo com o relaxamento das atividades presenciais, como os eventos, o vírus e suas variantes permanecem sendo uma preocupação para 43,4% dos brasileiros. 21,1% deles saem somente quando precisam, respeitando o distanciamento social e 1,4% evitam sair e continuam mantendo o isolamento o máximo possível.

Ainda assim, quase metade da população (49,2%) tem pouca apreensão com o vírus e somente 7,3% não estão preocupados.

Aliás, em relação às atividades fora de casa, 16,7% das pessoas já as incluíram no cotidiano, ao mesmo tempo em que 36,2% estão saindo com algum cuidado, mas não de uma maneira tão rígida quanto no ano passado.

Hoje, 66,1% dos brasileiros consideram as séries e filmes como principal programa caseiro que os deixam felizes.

Na opinião de 48,5%, dormir é um momento de felicidade quando estão em casa, já 35,8% se divertem comendo.

Entre outras escolhas de lazer em casa, estão: ouvir música (31,2%), conversar com amigos e/ou familiares (27,2%); cozinhar (25,7%); arrumar e/ou limpar a casa (20,8%); ler (19,8%); trabalhar (12%); praticar atividades físicas (8,8%); estudar (8,6%) e preparar drinks (4,8%).

"Com as pessoas dentro ou fora de casa, as marcas precisam sempre observar como criar experiências e se adaptar aos mais diversos cenários para chegar ao seu consumidor final. O que vimos durante a pandemia foi um investimento criativo enorme em brindes que pudessem trazer um pouco de diversão e facilidade para tarefas do dia-a-dia. Agora com a retomada de muitos eventos e maior circulação de pessoas nas ruas, também será uma oportunidade de entender o que o consumidor está precisando neste momento, e investir em tecnologia e design para promover aquilo que entendemos que é o futuro do varejo neste ano: entretenimento", detalha Ana Letycia, Head de planejamento da Score Retail.

E do que o brasileiro sentiu mais falta durante todo esse período de isolamento social? Encontrar os amigos foi a opção informada por 42,3%; além disso, rever a família (42,1%); viajar (39,9%), ir a bares ou restaurantes (33,7% e receber amigos em casa (28%), foram outros destaque, entre outros.

“Outras atividades surgiram como solução e essa nova forma de diversão destacou o consumo de plataformas de streaming, por exemplo. Neste novo momento de flexibilização, todos querem retomar a rotina, rever amigos e fazer seus programas preferidos fora de casa”, aponta Ligia Mello, coordenadora da pesquisa e sócia da Hibou.

Recuperar o tempo “perdido”

O pico da pandemia, no primeiro semestre de 2021, foi um dos maiores períodos de permanência em casa e o retorno aos compromissos, reencontros e momentos de lazer estão sendo aproveitados ao máximo.

Com a retomada de suas agendas, os brasileiros estão fazendo tudo aquilo que deixaram de fazer, como: encontrar a família (54,8%); ir a bares ou restaurantes (32,6%) e reunir os amigos nos finais de semana (28,1%).

Além desses, a ida a parques e/ou praças (26,5%); praia (23,3%); churrasco com amigos (20%); academia (19,7%); festas fechadas (13,6%); viagem pelo Brasil (12%); viagem para o exterior (5,9%), também foram relatados.

Quando saem, 40,4% dos brasileiros revelaram que ficam muito felizes ao frequentar restaurantes, por exemplo; apesar de 9,3% ainda não se sentirem seguros para programas fora de casa.

“Com a nova realidade, após tanto tempo em casa, os compromissos domésticos se tornaram frequentes e deram um novo olhar sobre a diversão e como passar o tempo. Mas é impossível afirmar que os passeios e saídas não fizeram falta, situações simples como comer fora ou encontrar amigos ganharam uma nova proporção”, acrescenta Lígia Mello.

Limite de público nos estabelecimentos é motivo para sair

Segundo metade da população (50,1%) quando os lugares limitam o número de pessoas nos eventos, isso vira um motivo a mais para sair de casa.

A continuidade de protocolos como a utilização de máscara é um ponto em comum para 44,3%, a higienização completa do local entre uma sessão e outra é algo bom para 39,6%; e 41,7% dos brasileiros apoiam a exigência de passaporte de vacina.

Se as pessoas de confiança retomarem as atividades presenciais, 3,2% dos entrevistados se sentiriam influenciados a seguir o mesmo comportamento.

Rock in Rio, grandes eventos e viagens em 2022

Os shows, espetáculos e festivais de música estão voltando gradualmente, e suas programações e dividem opiniões.

35,6% dos brasileiros pensam que os eventos de grandes proporções não podem ser autorizados, porque a pandemia ainda não acabou, e outros 20% não planejam pensar nos eventos por acreditam que as programações devam ser seguidas pela internet ou TV.

Somente 8% afirmam que já é hora de voltar as atividades como antes.

À procura de um meio termo, 34,3% apoiam grandes eventos se houver uma redução de público; 27,2% apoiam eventos que exijam o passaporte da vacinação; 24,6% pensam que os eventos podem acontecer desde que o uso da máscara seja exigido.

Por fim, para as viagens de lazer, muito esperadas pelos brasileiros, se concentram mais nos períodos de julho (9,6%) e dezembro (10,6%).

Metodologia

A pesquisa foi realizada a partir de abordagem digital com 1957 pessoas, entre os dias 09 e 13 de fevereiro de 2022.

O resultado conta com 2,2% de margem de erro.

Confira aqui a pesquisa completa.

Tags: live-marketing score-group melhores-da-semana Pulso Hibou setor-de-eventos