CONTEÚDO

CONTEÚDO

IFB e IPESO divulgam pesquisa inédita sobre o foodservice no Brasil

IFB e IPESO divulgam pesquisa inédita sobre o foodservice no Brasil

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por


9 de Março de 2022

O IFB (Instituto Foodservice Brasil), em parceria com o Instituto de Pesquisa IPESO, traz um estudo inédito para o Brasil: a Pesquisa Top of Mind Foodservice. Na tradução, significa “o primeiro nome que vem à mente”. Trata-se, portanto, de uma iniciativa para se descobrir as marcas mais lembradas da indústria e dos prestadores do foodservice na visão dos operadores do segmento (restaurantes, bares, lanchonetes etc.). Pela primeira vez, as perguntas foram direcionadas aos operadores e não aos consumidores finais.

“Mais uma vez o IPESO inova no mercado foodservice brasileiro. A pesquisa Top of Mind Foodservice é uma importante ferramenta para que os gestores possam avaliar a força das suas marcas entre os operadores”, afirma Victor Trujillo, CEO do IPESO.

No total de 760 estabelecimentos respondentes, 400 eram restaurantes, 200 eram padarias e 160 eram lanchonetes que foram sorteados para participar da pesquisa de forma probabilística, de modo que fosse assegurada a representatividade do universo de estabelecimentos. O IPESO entrevistou os proprietários e responsáveis do setor de compras dos estabelecimentos.
 

No total, foram analisadas 30 categorias, onde destacam-se:

  • Categoria óleo de algodão: em primeiro lugar, com 10,8%, Liza; seguido de Soya (9,2%) e com a marca Flor de Algodão (5,3%).
  • Em atacado de autosserviço, o primeiro mais lembrado é o Atacadão (32,1%), com grande vantagem em relação ao segundo colocado, Assaí (18,2%). Em menores percentuais estão Makro (4,2%), Nova Safra (3,7%), Fort Atacadista (2,6%), Villefort (2,4%) e Mateus (1,8%).
  • Para a lembrança sobre azeite extravirgem, a marca Gallo é a mais lembrada, com grande percentual (41,3%); Andorinha teve 9,7% de lembrança e O-live, 3,4%.
  • Na categoria bacon, Sadia tem três vezes mais lembrança (35%) do que a segunda colocada, Seara (10,5%), que está pouco à frente da Perdigão (8,7%).
  • Em batata frita congelada, novamente há uma distância significativa no ranking. McCain é a mais lembrada, com 33,4%, e Bem Brasil vem em segundo lugar, com menos da metade (12,6%); Sadia, famosa na categoria bacon, aparece em terceira posição, com 6,1%.
  • A lembrança sobre linguiça calabresa mais uma vez traz ao topo a Sadia, com 34,7% das menções, mais do que o dobro de Perdigão (14,5%) e Aurora (12,4%).
  • Para a categoria chantilly, a diferença é menor. Amélia representa 7,6% das citações, seguida de Vigor (5,8%) e Fleischmann (3,7%).
  • Em cobertura de chocolate, Nestlé aparece com três vezes mais lembrança (21,6%) do que Harald, a segunda colocada (7,1%), e Sicao, a terceira, com 4%.
  • No segmento cream cheese, os números se assemelham. Philadelphia é a primeira colocada (12,4%), seguida de Polenghi (10,3%) e ,completando o pódio, Danúbio, com 9,2%.
  • Na categoria fermento biológico, Fleichmann, que já havia sido citada em chantilly, é disparada a marca mais lembrada, com 30%, ao passo que a segunda e terceirra posições são de, respectivamente Itaiquara (4,7%) e Dona Benta (3,4%).
  • Em ketchup, Heinz é a marca que mais se destaca, com 33,4% das lembranças. Em segundo lugar está Hellmanns, com 16,6%, seguida de Cepera (10%).
  • A lembrança sobre queijo muçarela é dissipada. Em primeiro lugar, com 7,1%, está a Tirolez. A segunda colocação se divide entre Três Marias e Sadia, com 5,5%, seguidas da President, com 5%. Marcas como Da Vaca, Italac e Scala representam respectivamente 4,2%, 4% e 3,7%.
  • A categoria de pepperoni fatiado mostra novamente a Sadia em evidência, com 13,4% das menções. Em segundo lugar está Ceratti (5,5%) e, em teceiro, a Seara, com 4,2%.
  • A marca Tabasco em molho de pimenta teve 24,5% das lembranças, ou seja, três vezes mais do que Gota, a segunda colocada, com 7,4%. Marata é a terceira opção, com 5,5%.
  • Catupiry é o requeijão forneável mais lembrado pelos donos dos estabelecimentos, com 18,2% de menções, novamente mostrando uma grande diferença entre o segundo colocado, Scala, com 5,3%, e Vigor e Polenghi, empatados em terceiro com 4%.
  • A categoria molho shoyu é liderada pela Sakura, com 28,7% da lembrança. Em valores muito menores estão Ajinomoto (5,5%) e, quase empatados em terceiro, estão Cepera (4,2%) e Mitsuwa (4%).
  • Para tempero em pó, Knorr é líder, com 15,5% das citações, o dobro do segundo lugar, ocupado pela Arisco (7,1%). Em terceiro aparece Sazón, com 6,6%.
  • A categoria vinagre evidencia a Castelo como a marca mais citada, com 23,4%. Em segundo lugar, com 12,9%, Minhoto. Peixe e Gallo em terceiro, com 3,7%.

(Observação: a margem de erro para a amostra é de 3,6% e a pesquisa tem 95% de nível de confiança.)

Fazendo uma breve análise, categorias como atacado de autosserviço, azeite extravirgem, bacon, batata frita, linguiça calabresa, cobertura de chocolate, fermento biológico, ketchup, pepperoni fatiado, molho de pimenta, requeijão forneável, molho shoyu, tempero em pó e vinagre, o primeiro colocado tem, pelo menos, o dobro de vantagem em relação ao segundo.

Ademais, a marca Sadia, citada em cinco categorias, aparece em primeiro em três: bacon, linguiça calabresa e pepperoni fatiado, reforçando sua força no segmento de laticínios e embutidos.

Visando colocar os holofotes nas marcas do setor, Ingrid Devisate, diretora executiva do IFB, afirma: “Apoiamos a primeira Top of Mind do Foodservice para contribuir com o reconhecimento e gerar valor para as marcas. O IFB apoia iniciativas que ajudem a desenvolver o mercado de alimentação fora do lar, e a pesquisa Top Foodservice trará mais força e legitimidade”.

Tags: alimentos Pesquisa fast-food ifb ipeso foodservice