Varejo

Entramos no último trimestre de 2020


1 de Outubro de 2020

O ano de 2020 certamente está sendo o mais desafiador em nossa história de crises, incertezas e mudanças políticas, principalmente para o varejo

Esse último trimestre vai dar o tom de 2021 e espero que todo o setor continue na recuperação dos faturamentos em relação a 2020.

Esse é um momento de dedicação absoluta na operação para garantir que esteja a todo vapor e cumprindo os processos de gestão e qualidade de cada empresa, mas também um momento de iniciarmos uma reflexão de todos os aprendizados que tivemos de março até agora para podermos começar a pensar nos desafios de 2021.

Esse último trimestre será muito importante para o fechamento do ano dando às empresas do varejo um fôlego para se preparar para 2021. 

Precisamos ter novas flexibilizações, liberando os horários e a capacidade de atendimento dos restaurantes, já que isto será fundamental para o resultado de outubro a dezembro. 

O setor deve estar comprometido com todas as medidas sanitárias para que não haja risco de um retrocesso nas fases da reabertura e dar a segurança ao cliente para poder voltar a frequentar os restaurantes.

O foco na operação será o diferencial entre aqueles que serão bem-sucedidos e os que ficarão no caminho. O detalhe fará toda a diferença para garantir um bom atendimento ao cliente seja dentro do restaurante como no delivery. Mas também será necessário dedicar um tempo para se preparar para os desafios que serão encontrados em 2021.

É necessário desenhar o cenário do próximo ano com as suas oportunidades e desafios.

Como oportunidades vejo:

·         Disponibilidade de melhores pontos e condições de negociação com shoppings e pontos de rua visando a expansão do negócio.

·         Melhoria contínua no delivery, seja no contato com o consumidor com promoções, formatos de pagamento e um cardápio simples e com qualidade, como na operação envolvendo montagem, embalagens, tempo e logística de entrega.

·         Preparar um excelente planejamento financeiro buscando diminuir o endividamento e também reconstruir o caixa da empresa.

·         Montar um orçamento realmente do zero para garantir os custos mais enxutos possíveis para operar.

·         Preparar o marketing para ser ágil nas ações e estar bem alinhado com todos os desafios da digitalização e do mundo on-line.

·         Construir parcerias com os fornecedores para garantir segurança de abastecimento e preços para ambos os lados.

·         Ter todos os indicadores necessários bem desenhados e com sistemas de gestão para suportar a melhor tomada de decisões.

·         Tornar a empresa ágil para aproveitar todas as oportunidades e fazer as mudanças conforme o cenário for se desenhando.

·         Foco total no cliente, priorizando a fidelização e a sua experiência.

Já os desafios:

·         Ainda teremos muitas incertezas até garantirmos a vacinação da população e haverá ainda muita flutuação no comportamento do consumidor.

·         Temos uma inflação batendo à nossa porta, o que traz desafios de custos e repasse de preços em um momento de incerteza e crise financeira.

·         Teremos um 2021 de crise econômica no Brasil e no mundo em função de todos os gastos governamentais para garantir renda e emprego e também ao alto desemprego gerado pela pandemia.

·         Dificuldade de acesso ao capital, já que em 2020 todos os Bancos já fizeram muitos empréstimos.

·         Provavelmente não haverá subsídios do governo como em 2020.

·         Temos também uma iminente questão de abastecimento de produtos em função da alta das exportações e uma importação baseada em um dólar alto.

Esses pontos acima são apenas uma provocação para cada um preparar o seu 'SWOT' e desenhar as diretrizes de 2021.

O momento mais difícil, a princípio, já passou, mas ainda existem muitas barreiras a serem superadas, e nesse momento estar presente e dedicar toda a energia fará a diferença. 

Foco na operação, acompanhamento diário dos resultados e agilidade nas decisões são os ingredientes que vão determinar o sucesso do negócio.

Mas também é necessário dedicar um tempo para pensar no futuro próximo e se preparar para mais uma maratona em 2021.

Sem dúvida passaremos por mais esse desafio e sairemos mais fortes. E lembre-se, são nas crises que as melhores oportunidades aparecem. Um excelente último trimestre a todos!

 

 

 

 

 

 

Tags: artigo | varejo | Marcelo Amarante | retomada do varejo | sucesso no varejo | planejamento no varejo