CONTEÚDO

Dez dicas para um evento digital perfeito


14 de Dezembro de 2020

O setor de eventos sentiu como poucos o tranco causado pela pandemia do novo Coronavírus. Dados do Sebrae informam que 98% do segmento no país interrompeu as atividades em abril deste ano. 

A pancada mudou o paradigma desse mercado que, em busca de novos caminhos para seguir funcionando, foi para o on-line, transportando eventos até então presenciais para o ambiente digital. Porém, existem caminhos para que o evento seja digital, e não digitalizado.

O evento precisa nascer digital, porque a ideia de reconstruir na internet algo semelhante ao que se fazia presencialmente dá margem às famosas reproduções em 3D de ambientes físicos como centros de convenção, de salas de reunião e auditórios não é a melhor alternativa.

A capacidade de interatividade, a facilidade de acesso, o tempo dos participantes e a brutal diminuição nos custos desses eventos serão fundamentais na decisão das empresas quanto à opção dos eventos no formato digital.

Só no Brasil, o setor envolve cifras de R$ 200 bilhões por ano, segundo o Raio-X das Empresas de Eventos do Brasil (dezembro de 2019), da Associação Brasileira das Empresas de Eventos (Abeoc Brasil). Isso quer dizer que se o mercado virtual conseguir ficar com pelo menos 10% desse volume, estará diante de um nicho de R$ 20 bilhões anuais.

Agora que você já sabe o tamanho desse mercado que se anuncia promissor, confira dez dicas preciosas para realizar um evento digital perfeito:

1. Escolha uma plataforma simples de operar e que facilite o acesso ao conteúdo

A plataforma tem que privilegiar a transmissão do conteúdo. Quanto mais objetiva e simples for a interface, mais fácil será o acesso da audiência ao conteúdo, o real motivo pelo qual ela está ali.

2. Priorize a experiência do usuário, tanto mobile quanto desktop

Pense como quem assiste, não como quem produz. Quanto menos interruptiva e mais intuitiva for a experiência da sua audiência, mais valor para o conteúdo do seu evento. 

3. Preze pela qualidade na transmissão

Não adianta se preocupar com todos os detalhes, se na hora de transmitir o evento não entregar qualidade para todos, independentemente da banda ou do device. 

4. Trate um evento digital como um programa de TV; isso vai ajudar no flow e deixá-lo mais leve e divertido para a audiência

A tecnologia tem que ser um coadjuvante discreto, quase um figurante – a audiência não precisa enxergá-la, mas usufruir dela em seu benefício. O protagonista do seu evento é o conteúdo.

5. Cuidado com o excesso de interatividade e "botões" durante o evento, as pessoas estão lá para assistir o conteúdo

Uma tela poluída, daquelas que confundem o espectador, pode dificultar a experiência durante o evento. Só use o que faz sentido para a sua audiência e o que você sabe que vai acrescentar à experiência.

6. Tenha muita atenção e cuidado com a segurança do seu evento

Hackers e ladrões de dados vasculham a internet o tempo todo. Quanto mais sucesso tiver seu evento, mais chance de entrar para essa lista de ataques. Por isso, cuidar da segurança do evento e dos dados dos participantes são pontos prioritários. 

7. Analise os dados de eventos anteriores e aplique os aprendizados

Entender o comportamento da audiência durante um evento, os pontos que mais despertam atenção e qual device foi mais utilizado por quem assistiu, por exemplo, vai te permitir inovar e ser mais assertivo nas edições futuras.

8. Invista na infraestrutura de produção de vídeo

Como você não precisa locar um centro de convenções, contratar segurança, fazer seguro nem lançar mão dos custos que um evento presencial traz, vai sobrar budget para investir na produção do conteúdo. Um bom estúdio, design, técnicos de áudio e iluminação, ensaios, tudo isso vai fazer do seu evento um show digital. 

9. Continue a conversa com seus participantes

Já que eles se interessaram pelo assunto abordado no evento, com certeza continuarão interessados pós-evento. Quer um exemplo? Grupos de Telegram dando sequência à discussão sobre os temas abordados nos eventos. 

10. Deixe seu evento disponível nos seus canais após o encerramento 

Um bom conteúdo deve e precisa ser compartilhado, bem como estar disponível mesmo para quem não pode assistir ao vivo.

Tags: