A companhia de cartões de crédito Visa vem adotando uma estratégia ousada – e curiosa também – para garantir sua expansão no mercado. De acordo com o jornal Valor Econômico, a operadora tem oferecido até US$ 10 mil para estabelecimentos comerciais que deixem de aceitar dinheiro vivo como forma de pagamento dos clientes.

Visa oferece até US$ 10 mil para lojas recusarem dinheiro vivo

17/07/2017

A companhia de cartões de crédito Visa vem adotando uma estratégia ousada – e curiosa também – para garantir sua expansão no mercado. De acordo com o jornal Valor Econômico, a operadora tem oferecido até US$ 10 mil para estabelecimentos comerciais que deixem de aceitar dinheiro vivo como forma de pagamento dos clientes.

Segundo o diretor global de soluções de pagamento da Visa, Jack Forestell, a ideia é incentivar os comerciantes e seus consumidores a efetuarem transações somente por meio de cartões de débito ou crédito, ou através de aplicativos de celular – em suas próprias palavras, “uma jornada rumo a um mundo sem dinheiro”.

Em troca, a operadora custearia, dentro do orçamento prometido, os custos tecnológicos e de marketing para adaptar patrões, funcionários e clientes a essa nova realidade proposta.

Em entrevista no mês passado, o executivo-chefe da Visa, Al Kelly, admitiu que a conversão dos pagamentos em dinheiro e cheque para cartões é o principal vetor de crescimento da companhia. “Nós estamos focados em eliminar o dinheiro”, afirmou textualmente.


Fonte:: Redação