Há dez anos, o Green Valley encanta, contagia e faz de cada noite de festa uma experiência inesquecível. O clube recordista de prêmios das Américas, eleito pela DJ Mag o número 1 do mundo em 2013 e 2015.

Green Valley encerra ciclo de comemoração de 10 anos com super festa

09/11/2017

Há dez anos, o Green Valley encanta, contagia e faz de cada noite de festa uma experiência inesquecível. O clube recordista de prêmios das Américas, eleito pela DJ Mag o número 1 do mundo em 2013 e 2015 - e há sete anos consecutivos no pódio deste ranking - encerra as comemorações de aniversário com uma super festa no sábado (11), comandada pelo DJ holandês Oliver Heldens.

Por lá, também para celebrar a data, ocorrerá o lançamento do brinco assinado pela designer de joias Juliana Manzini. Com o formato da borboleta que é símbolo da casa, a peça que estará disponível para venda na loja do clube.

Em 2017, foram realizados nove eventos para marcar o ano 10, com atrações como Alok, Steve Aoki e Hardwell. Ao longo da história do Super Clube, já passaram pelo main stage os principais nomes da cena eletrônica mundial, como David Guetta, Martin Garrix, Dimitri Vegas & Like Mike, Kaskade, Tiesto, Axwell, Hardwell, Afrojack, Armin Van Buuren, Alesso, Fatboy Slim, Steve Angello, entre outros. Os DJs, que vêm do mundo todo se apresentar no paraíso da música eletrônica em Santa Catarina, já são mais de 2 mil.  

Quem já passou pelo Green Valley sabe que há sempre uma mega produção em que os mínimos detalhes são checados. Por noite, só no palco principal - que possui 22 metros de boca de cena, 12 de profundidade e 9 de altura - são utilizados 80.000 Watts de som. Toda essa estrutura faz do clube um importante ponto turístico, que movimenta uma série de itens da economia catarinense e brasileira. 


Fonte:: Redação