Ir ao shopping, ter toda a experiência de compra e voltar para casa sem sacolas. Apesar de a prática parecer contraditória à primeira vista, esta tem sido a nova aposta do grupo Reserva, na cidade do Rio de Janeiro.

Tony
 

Reserva transforma loja em ponto voltado para experiências

19/04/2017

Ir ao shopping, ter toda a experiência de compra e voltar para casa sem sacolas. Apesar de a prática parecer contraditória à primeira vista, esta tem sido a nova aposta do grupo Reserva, na cidade do Rio de Janeiro. O showroom usereserva.com acaba de ser inaugurado com a proposta de funcionar como uma versão física ampliada do e-commerce da loja, aliando a oferta de todo portfólio de moda masculina da marca, a serviços como barbearia e restaurante.

A diferença em relação a uma loja tradicional fica com o seu sistema de entrega. Como o espaço não tem estoque, o consumidor pode experimentar todas as peças, mas só receberá suas compras mais tarde. Isso porque a marca aproveita seu centro de distribuição para fazer as entregas em até três horas para moradores da capital carioca.

“Essa mudança trouxe um ponto muito importante de aproximar aquele consumidor que quer comprar no site, mas tem receio de transações online, então, ele tem hoje uma loja em que pode ir experimentar a roupa, comprar a peça, e de quebra, fazer a barba, tomar um café, e chegando em casa, sua peça estará lá”, explica Luciana Rosas, gerente de marketing da Reserva.

O novo modelo foi inaugurado em fevereiro deste ano, como substituto da loja antiga da marca, que funcionava no formato tradicional, e tem obtido bons resultados, segundo a executiva.  O grupo conta com 60 lojas em todo o Brasil, e trouxe o novo conceito ao shopping Fashion Mall como projeto piloto. “A gente está sempre transgredindo algum padrão da indústria, e essa nova loja tem essa pegada inovadora. Ela é um grande showroom, com o maior mix de produtos da rede. Pelo fato de a gente não ter um espaço para o estoque, conseguimos expor muito mais produtos”, destaca Luciana.

A proposta segue um modelo que a marca tem investido em suas lojas conceito, de tornar o ambiente em um grande hub de experiências para o consumidor. No endereço da Rua Bela Cintra, em São Paulo, por exemplo, a loja disponibiliza espaço para co-working com internet gratuita, além de bar e barbearia. Há outras quatro lojas semelhantes no Rio de Janeiro, além de uma sala VIP Reserva no aeroporto Santos Dumont com os mesmos serviços.

“A gente tem essa cultura que chamamos de experiência Reserva. Temos esse ritual de transformar tudo o que acontece dentro da loja em algo muito parecido a forma como recebemos nossos amigos em casa. Então, a gente conversa, oferece café e cerveja de graça. É uma relação super próxima, e venda é apenas uma consequência dessa relação”.

“A nossa visão é que Reserva seja um lugar em que o homem consiga resolver tudo. Ele vai conversar com os amigos, assistir um jogo de futebol, fazer a barba, trabalhar. Já temos essas lojas conceito e estamos plugando cada vez mais serviços”, explica a gerente de marketing.

O investimento reflete o interesse em se aproximar do novo perfil de consumidor. Luciana explica que 40% dos compradores da marca ainda são mulheres, que escolhem as peças para os maridos, vê o movimento de homens que querem se vestir bem e de forma prática. “O homem é mais funcional e objetivo no processo de compra. E justamente por isso temos esse cuidado de envelopar as coleções de acordo com cada necessidade desse cliente. E tudo de forma prática para que ele identifique o que precisa”.


Fonte:: Redação