E se Papai Noel fosse o produtor dos eventos?

05/12/2017


O Natal tá chegando e eu fiquei aqui pensando como ele seria se o Papai Noel fosse um produtor de eventos.

Doideira? Não. Vejo tantos erros e furos em festas natalinas que cheguei à conclusão que Papai Noel não entende nada de produção. Fez publicidade.

Se entendesse, ia mostrar as ridículas falhas e equívocos nesses eventos.

Bom. Se ele fosso produtor, faria um check list de saída e ia questionar os criativos (criativo? Tem criatividade em alguma coisa aí?)natalinos sobre as árvores iguais todos os anos, e sempre crescendo - a árvore, claro. - como numa disputa pra ver quem chega ao céu primeiro. Erraram de história, né?.

O Natal é o dia do nascimento do Cristo e da chegada, metafórica, do bom velhinho com presentes. Lembram? O da árvore alta é a do João e o pé de feijão.

Luzes, e mais luzes, sem nenhum light design, dentro de borrachas (mas é de led, dirão. E o Kiko?) com ornamentos feios ou figuras cenográficas desproporcionais ou gozadas, como aq de um ursinho Noel ou um Pinguim Noe.... kkkkkkkk ....el. Pensei no Batman, de vermelho, tentando entregar um presente ao Pinguim. E ele tentando correr com a roupa do Papai Noel.

Outra coisa que ele faria, se produtor fosse, era fazer com que o bom velhinho usasse uma roupitcha mais adequada à estação e se alimentasse melhor, porque ou ele anda bem gordinho ou é um magro com enchimento esquisitão. Travesseiro mesmo. – Alguém do Marketing do Shopping tá dormindo sem.

Com os modelitos Inverno Europeu, Papai Noel sua como um porco. Se a barba é de verdade, cheira mal a roupa, e ele. Se é de mentira, o algodào empapuça. E as criaças tem que dar um beijo no veio. Eca!

Também questionaria as célebres, repetitivas, chatas, e engraçadas chegadas do velhinho, especialmente em Shoppings.

Já vi um Papai Noel despencar de um rapel e se não fosse o enchimento e altura da queda, Noel tinha perecido. Seria um Terror Noel de segunda.

Bom, considerando o que tenho visto, esse é o ano dos eventos de Natal de segunda.

O bom produtor tem bom senso, criatividade, simancol, e caráter e, colaborativamente, no papel do Velho Noel, ia tentar algo mais factível e originbal, porque criatividade não é cara, mais ideis idiotas são e um bom produtor sabe disso.

Já vi Papai Noel com a famigerada setinha do nada na mão. Aquela coisa vermelha, velha e suja, de barba branca, balancando a seta, com um saco de Jó, apontando, quem sabe, para o Ártico.

Blim bom. Chegou o Natal e o Papai Noel é o rei do saco mesmo, né?

No Natal, parece que não vai dar para os velhos, no sentido de antigos, e bons produtores retomarem esse mercado cheio de figuras e produtores meia boca, que precisam aprender muito.

Peço, então, de presente, ao bom velhinho, mais eventos em 2018 e muito trabalho para os produtores e, por consequência, para criativos, atendimentos, Agências...

Nosso mercado é dos produtores. Sem eles não rolam bons eventos, nem festas (quem já foi em festa em casa de produtor entende o que eu falo. Falta nada.).

Lá vou eu, criativamente, montar uma árvore duca... aqui em casa... Imaginei uma...

Cadê as luzinhas? As bolinhas? Os arranjos...

Melhor chamar a Val.

Ela é produtora.

Já fez? A árvore tá pronta?

Vou te vestir de Mamãe Noel.

Alô Produção. Feliz Natal. Oh, Oh, Oh.
 

Fonte: Tony Coelho