Um evento para saborear comidas típicas caipiras, sentir o cheiro da cozinha e temperos da roça e conhecer mais sobre as tradições gastronômicas centenárias e as plantas alimentícias não convencionais (PANCs).

Festival Igarapé Bem Temperado completa 13 anos

09/09/2017

Um evento para saborear comidas típicas caipiras, sentir o cheiro da cozinha e temperos da roça e conhecer mais sobre as tradições gastronômicas centenárias e as plantas alimentícias não convencionais (PANCs).

Este é o Festival Igarapé Bem Temperado, que acontece entre os dias 21 e 24 de setembro com uma vasta programação cultural e gastronômica, presença de grandes nomes da gastronomia mineira e nacional e realização de seminário sobre as Pancs.

O festival acontece à sombra das árvores do Quintal Espaço Batista, em Igarapé, e terá entrada gratuita com retirada de ingressos pelo sympla.

Durante quatro dias, Igarapé abraça o festival e recebe intensa programação gastronômica e cultural. O evento prepara um espaço especial, o “Palco Cozinha Show da Memória Culinária”, com forno e fogão a lenha, onde acontecem os workshops com as mestras da culinária (senhoras cozinheiras com mais de 60 anos) e chefs convidados, seminário e oficina de culinária infantil.

Além disso, 24 estandes estarão abertos ao público, que poderá degustar e levar para casa, pratos e quitutes preparados pelas mestras e cozinheiros da nova geração e produtos locais como doces, licores, compotas e cachaça.

Uma feira de Panc’s também será montada. “As pessoas que prestigiarem o Igarapé Bem Temperado terão a oportunidade de saborear e levar para casa hortaliças diferentes, como a cansanção, o ora-pro-nóbis, beldroega, mastruz, umbigo de banana e mavarisco e ainda pegar dicas de culinária com as próprias mestras.

As Pancs estarão presentes tanto em receitas tradicionais, cozidas em forma de guisados com carnes de porco ou galinha caipira, como também em pratos mais contemporâneos criados em conjunto pela curadoria do Igarapé Bem Temperado, mestras e pelos chefs convidados. E para esta edição teremos novidades, como pratos vegetarianos e veganos”, explica Letícia Cabral, pesquisadora e gestora do Igarapé Bem Temperado.

Em 2017, as apresentações, workshops e degustações ganham uma nova versão, mais ampla. As mestras subirão ao palco Cozinha Show acompanhadas por renomados chefs para uma boa prosa enquanto apresentam receitas da cultura culinária de Igarapé. Entre os chefs convidados, Eduardo Maya, o holandês Willem Bovekerk, o português Alexandre Miguel, Flávio Trombino, Cidinha Lamounier, Jackson Cabral e Viviane Fantini.

Criado em 2005, o evento surgiu após a conclusão da pesquisa “Retratos e Histórias” sobre Igarapé, realizada pelo idealizador do festival, pesquisador e fotógrafo Carlos Oliveira Stan e pela historiadora Cássia Resende Coelho.

Na época, ao perceber que a história da cidade está fortemente ligada às tradições alimentares e ao modo de fazer culinário da sua população, Stan decidiu criar o festival para promover este importante patrimônio cultural da cidade. E assim, um evento que nasceu tímido com pouco mais de 350 pessoas em sua primeira edição, se tornou um grande projeto que, em 2016, levou mais de 20 mil pessoas para Igarapé.

“Já se vão 12 anos de um trabalho de apoio à valorização da cultura culinária igarapeense e do fomento ao turismo de base comunitária. Em pleno diálogo com chefs e pesquisadores, o projeto é considerado um importante movimento de salvaguarda da culinária popular mineira, indicando perspectivas para a atual cozinha de Minas”, revela Stan.

Esta edição do Festival Igarapé Bem Temperado é realizada por meio de recursos do Edital de Fortalecimento a Festivais Gastronômicos da Codemig e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, através do patrocínio da Fornac.


Fonte:: Redação