Há mais de dez anos a UpaLupa vem se consolidando como uma plataforma de apoio aos empreendedores. Para a fundadora da escola de negócios, Lígia Zeppelini, é essencial o auxílio externo no início do processo de desenvolvimento de uma startup, ainda que ela surja como um projeto dentro de uma empresa já consolidada.

UpaLupa transforma boas ideias em negócios sustentáveis

08/09/2017

Há mais de dez anos a UpaLupa vem se consolidando como uma plataforma de apoio aos empreendedores. Para a fundadora da escola de negócios, Lígia Zeppelini, é essencial o auxílio externo no início do processo de desenvolvimento de uma startup, ainda que ela surja como um projeto dentro de uma empresa já consolidada.

A necessidade de conectar empreendedores com facilitadores do ecossistema foi o que levou Lígia a criar a empresa. “Nosso propósito é facilitar a rotina de quem está empreendendo, oferecendo programas e mentorias, realizando encontros com foco em negócios, ou colocando nossa versátil rede de profissionais à disposição”, aponta.

“No começo de um novo negócio, há sempre uma insegurança no ar, há grande expectativa em encontrar um profissional que entenda os nossos problemas e desafios, que tenha agilidade e que ofereça soluções eficazes, seguras e por preço justo”, explica Lígia.

Para Tatiana Pezoa, CEO da Trustvox e vencedora pelo terceiro ano do prêmio E-commerce Brasil, a UpaLupa auxilia a enxergar detalhes que fazem a diferença no rumo dos negócios.

“A UpaLupa oferece soluções para players de diversos segmentos, é enorme a rede de apoio criada pela empresa”, relata, destacando a importância da escola de negócios no início da Trustvox.

“Os detalhamentos que a Lígia Zeppelini me solicitou ampliaram minha visão sobre o negócio, desde a validação da solução que eu havia encontrado até o valor que poderia ser cobrado pelo trabalho”, destaca.

Para Flávio Pripas, diretor-geral do Cubo, a atuação da escola de negócios foi importante no início da sua carreira empreendedora. “Participei de vários eventos promovidos pela UpaLupa, como os Bate-papos sobre e-commerce. Recebemos total ajuda na parte de vendas, durante a criação da startup de moda Fashion.Me”, ressalta, lembrando que esta empresa foi vendida em 2014.


Fonte:: Redação