Nós chegamos em Paris em primeiro, apenas trocando duas rodas”. Esse foi o texto de um telegrama enviado da capital francesa, em agosto de 1907, pelo Príncipe Scipione Borghese.

Pirelli celebra 110 anos de esporte a motor

14/02/2017

Nós chegamos em Paris em primeiro, apenas trocando duas rodas”. Esse foi o texto de um telegrama enviado da capital francesa, em agosto de 1907, pelo Príncipe Scipione Borghese. Ele venceu a corrida de Pequim para Paris, em uma Itala equipada com Pirelli, com uma grande vantagem sobre seus rivais. Para aquela época, naquelas estradas, foi um resultado excepcional, alcançado após 16 mil quilômetros difíceis que puniram os pilotos, carros e pneus. Foi, também, uma aventura que trouxe a atenção do público para a performance e a segurança de um produto que logo seria reconhecido pela famosa logomarca Pirelli, que agora é uma visão bem conhecida em todo o mundo.

110 ANOS DE ESPORTE A MOTOR

Hoje, a Pirelli celebra o seu 110º aniversário no esporte a motor. E faz isso de uma forma que marca como os tempos mudaram. Já por muitos anos, o esporte a motor tem sido crucial, tanto para pneus de carro como de motos no que se refere ao desenvolvimento de tecnologias. A fabricante italiana de pneus se deu conta disso no fim do século XIX, quando o fundador da empresa, Giovanni Battista Pirelli, viu como corridas de motocicletas poderiam funcionar como testes para seus produtos voltados para as ruas. E é por esta razão que este marco está sendo celebrado no Museu Nacional do Automóvel de Turim, um verdadeiro ícone da história motorizada, ao longo de dois séculos. Atualmente, o local é o atual lar da Itala 35/45 HP, que venceu em Paris e marcou o verdadeiro primeiro capítulo da ilustre história da Pirelli no esporte a motor.


Fonte:: rEDAÇÃO