SOS: Dia Mundial do Meio Ambiente

05/06/2019


Existem determinadas datas comemorativas que não deveriam ter apenas um dia, ou uma semana de comemoração. Algumas são tão significativas que deveriam ser lembradas todos os dias, e, principalmente, colocar em prática o que ela prega.

O Dia Mundial do Meio Ambiente é uma delas. Em 1972, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, em Estocolmo, a Organização das Nações Unidas (ONU), proclamou a data de 5 de junho para comemorar o feito.

Essa data, que foi escolhida para coincidir com a da realização dessa conferência, tem como objetivo principal chamar a atenção de todas as esferas da população para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais, que até então eram considerados, por muitos, inesgotáveis.

Nesse encontro, que ficou conhecido como Conferência de Estocolmo, iniciou-se uma mudança no modo de ver e tratar as questões ambientais ao redor do mundo, além de serem estabelecidos princípios para orientar a política ambiental em todo o planeta.

Apesar do grande avanço que a Conferência representou, não podemos afirmar, no entanto, que todos os problemas foram resolvidos a partir daí.

Atualmente, existe uma grande preocupação em torno do meio ambiente e dos impactos negativos da ação do homem sobre ele.

A destruição constante de habitat e a poluição de grandes áreas, por exemplo, são alguns dos pontos que exercem maior influência na sobrevivência de diversas espécies.

Tendo em vista o acentuado crescimento dos problemas ambientais, muitos pontos merecem ser revistos tanto pelos governantes quanto pela população para que os impactos sejam diminuídos.

Se nada for feito, o consumo exagerado dos recursos e a perda constante de biodiversidade poderão alterar consideravelmente o modo como vivemos atualmente, comprometendo, inclusive, nossa sobrevivência.

Dentre os principais problemas que afetam o meio ambiente, podemos destacar o descarte inadequado de lixo, a falta de coleta seletiva e de projetos de reciclagem, consumo exagerado de recursos naturais, desmatamento, inserção de espécies exóticas, uso de combustíveis fósseis, desperdício de água e esgotamento do solo.

Esses problemas e outros poderiam ser evitados se os governantes e a população se conscientizassem da importância do uso correto e moderado dos nossos recursos naturais.

Apesar de muitos acreditarem que a mudança deve acontecer em escala mundial e que apenas uma pessoa não consegue mudar o mundo, é fundamental que cada um faça a sua parte e que toda a sociedade reivindique o cumprimento das leis ambientais.

Todos devemos assumir uma postura de responsabilidade ambiental, pois só assim conseguiremos mudar o quadro atual.

Uma pequena mostra de que a preocupação com o meio ambiente não faz parte do dia a dia da maioria das pessoas, foi possível sentir durante a paralisação dos caminhoneiros no Brasil, que fez com que milhares de pessoas corressem e fizessem filas enormes nos postos de combustíveis para abastecerem os seus carros.

O meio ambiente pede socorro, e, quando surge uma oportunidade, mesmo que alheia à vontade de muitos, de deixarem os seus carros em casa e procurarem outra alternativa de transporte, o que se viu foi um desespero em busca de combustível, como se tivéssemos nascido dentro de um carro.

O momento é de reflexão, e, principalmente, de atitude mais consciente!

 

 

Fonte: Redação.

TAGs: artigo|opinião meio-ambiente responsabilidade-social Sustentabilidade