Recicla Orla entra em funcionamento no Rio de Janeiro

22/05/2019


A preocupação com a alta produção de lixo gerada nas praias da cidade e o seu impacto no meio ambiente, juntou duas empresas com o objetivo de revolucionar a forma de descarte e reaproveitamento do lixo na orla e seu entorno.

recicla orla A Orla Rio Concessionária, responsável pela administração de 309 quiosques na orla carioca, e a Polen, startup de sustentabilidade, estão lançando o projeto Recicla Orla, que promete mudar a visão do carioca sobre os resíduos gerados na nossa cidade.

O melhor do marketing social está aqui.

Leia também: Ativação incentiva a ter uma São Paulo mais limpa.

A coleta seletiva no Rio de Janeiro ainda é muito baixa, se comparada com outras capitais do mundo. Apenas cerca de 5% dos resíduos coletados são reciclados, de acordo com os resultados da Pesquisa Ciclosoft, realizada pelo Compromisso Empresarial para Reciclagem - Cempre.

O Recicla Orla surgiu como uma solução para que as pessoas possam fazer o descarte correto dos resíduos gerados nas praias cariocas e ao mesmo tempo ajudar as empresas a cumprirem as suas metas de logística reversa.

recila orla
Renato Paquet, CEO da Polen; Felipe Cunha, gerente de Departamento da Comlurb; e João Marcello, CEO da Orla Rio.

Essa é uma das melhores formas de preservar o ecossistema, dando um destino certo e eficaz aos resíduos produzidos no dia a dia. Pesquisas já comprovaram que 80% do lixo que vai para o oceano tem origem terrestre. Isto se dá devido a gestão inadequada dos resíduos e também pela falta de conhecimento e cultura da população.

Hoje, com o avanço da PNRS (Lei nº 12.305/10), temos uma implementação cada vez mais eficaz da logística reversa. A lei contém instrumentos importantes para permitir o avanço necessário do País no enfrentamento dos principais problemas ambientais, sociais e econômicos decorrentes do manejo inadequado dos resíduos sólidos.

“Infelizmente, com o descarte irregular do lixo, já foi comprovado que no futuro nossos oceanos estarão tão poluídos que os peixes e demais animais se tornarão raros. A Orla Rio tem uma preocupação muito grande em preservar nosso mar, nossas praias. Precisamos cuidar e ter mais atenção ao nosso meio ambiente.”, diz João Marcello Barreto, CEO da Orla Rio Concessionária.

Com o projeto, tanto os frequentadores das praias, quanto os operadores de quiosques e até mesmo os moradores da região terão uma alternativa sustentável para o descarte de seus resíduos.

O Recicla Orla será o responsável pela colocação, gestão e operação de pontos de entrega voluntária em toda orla do Rio de Janeiro. Todo o material coletado será reciclado e voltará para o ciclo de produção.

recicla orla

“Os resíduos serão coletados, selecionados e direcionados à reciclagem, voltando para a indústria, que fará a reutilização desse material. Os dados do processo ficarão registrados em uma blockchain para que as empresas possam utilizá-los para comprovar a realização da logística reversa de suas embalagens pós-consumo e cumprir com a legislação em vigor.”, explica Renato Paquet, CEO da Polen.

Com um sistema moderno e inteligente será possível identificar que um volume específico de resíduos saiu de um determinado ponto de entrega. “Cada ponto de entrega voluntária terá um QR code para identificar o tipo de resíduo que está sendo descartado e assim agregar mais valor aquele resíduo que será reutilizado. Por exemplo, será possível criar uma linha de produtos, como camisas, shorts, diversas opções, a partir do plástico retirado de uma determinada região da Orla do Rio, que é conhecida mundialmente, obtendo assim ainda mais valor ao resíduo que foi descartado corretamente nos pontos de entrega do projeto.”, explica Guilherme Borges, diretor de Marketing e Venda da Orla Rio.

O projeto foi lançado esta semana de forma piloto na Praia do Leblon. A partir dos resultados alcançados, ao longo dos próximos três meses, será criado um cronograma de instalação para todos os 309 quiosques da Orla do Rio.

recicla orla

Durante o mês de maio, os Pontos de Entrega Voluntária (PEV) terão promotores que irão orientar a população sobre o descarte correto dos resíduos. “Todos nós somos responsáveis pelo o que acontece com nossas belezas naturais, nossa natureza. Precisamos nos unir e mudar a cultura da população. Cada um fazendo a sua parte poderemos dar um futuro melhor para o nosso ecossistema e nossas gerações. A Orla Rio e a Polen estão dando as mãos ao carioca para mudarmos esse cenário.”, finaliza João Marcello.  

Fonte: Redação.

TAGs: responsabilidade-social rio-de-janeiro Sustentabilidade