Mais importante evento do setor na América Latina já tem data marcada anoque vem - de 6 a 9 de agosto, no Pavilhão Branco do Expo Center Norte.

SET EXPO 2017 reflete otimismo do mercado audiovisual

29/08/2017

Estimular as discussões e oferecer as soluções para fomentar as mudanças da indústria no Brasil rumo à convergência digital.

Com essa missão, o SET EXPO 2017 recebeu de 21 a 24 de agosto mais de 15 mil visitantes qualificados dos diversos segmentos da cadeia de produção e distribuição de conteúdo audiovisual, de produtores independentes a grandes redes de rádio e televisão, de youtubers a grandes empresas de Internet, de pequenos provedores de serviços as grandes operadoras de Telecom.

Os visitantes conheceram equipamentos, tecnologias e serviços expostos por mais de 400 marcas participantes. A expectativa dos expositores é que o evento movimente mais de US$ 40 milhões em negócios.

"Tivemos uma feira diversificada, cujos produtos estiveram em sincronia com tudo que foi apresentado em nosso Congresso de Tecnologia”, avalia a presidente da SET, entidade organizadora do evento, Liliana Nakonechnyj. “Mais do que isso, percebemos um otimismo muito grande entre expositores e visitantes, que têm no evento a oportunidade de estreitar relacionamentos e pensar em como investir no futuro.

Para a SET, o resultado é muito positivo. A cada ano procuramos trazer uma conferência e feira melhores, com assuntos relevantes e de interesse amplo. Temos alcançado esse objetivo ao longo dos anos porque procuramos inovar sempre, sem nos acomodarmos".

Para o vice-presidente da entidade, Cláudio Younis, o mote da edição deste ano foi a consolidação da convergência. "Observamos o aumento da presença de empresas de telecom, operadoras de TV por assinatura, produtoras grandes e independentes, do mercado publicitário e até mesmo de youtubers. Além disso, formos prestigiados por altos executivos de empresas líderes em tecnologia, como Google, Twitter, Samsung e Ericsson.

O sentimento geral é de otimismo, com expectativa de uma retomada do mercado e uma perspectiva de crescimento nos negócios registrada pela pesquisa que realizamos entre os expositores".

Entre os estandes dispostos na feira, empresas líderes do setor confirmam o sentimento dos organizadores. "A qualidade do público é excelente e isso é resultado do esforço da SET”, avalia Ryan Kamata, gerente de soluções para Imagem Profissional da Canon. Segundo ele, diferentemente do ano passado, há mais gente com propósitos específicos, que não está só vendo as novidades, mas procurando produtos.

“O mercado de vídeo está se diversificando e é muito importante conhecer todas as opções, porque tem muita coisa acontecendo. Não é só HD, 3D, que já são realidade, mas 4K, HDR, IP, todos os novos workflows, lentes, formatos. Está tudo aqui", finaliza Kamata.

A Shure, que acaba de inaugurar sede própria no Brasil, veio pela primeira vez ao SET EXPO como marca própria, e os resultados observados foram muito positivos. "Recebemos um público de engenheiros, técnicos de som, operadores, entre outros profissionais.

Existe uma demanda de troca de parque tecnológico e o evento esteve mais movimentado do que imaginávamos", disse Priscila Berquó, gerente de vendas da empresa. A opinião é semelhante à da Fujifilm, expositora em todas as edições do SET EXPO, de acordo com o consultor de negócios Marcel Gallo. "Encontramos um público qualificado. Conversamos muito sobre projetos e estar aqui contribuiu para futuros leads com clientes".

Já o Congresso de Tecnologia reuniu 1400 congressistas em quatro dias de painéis com especialistas de empresas como a TV Globo, O2 Filmes, Dolby Laboratories, SBT, Record, Ericsson, Samsung, e mais de 40 entidades, tais como o SEBRAE - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas; ABRATEL - Associação Brasileira de Rádio e Televisão; ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão; AESP - Associação das Emissoras Rádio e Televisão do Estado de São Paulo, entre outras. O evento também recebeu o vice-ministro de Comunicações do Japão, Masahiko Tominaga, e representantes dos Estados Unidos, Europa, Ásia e América Latina.

"Este ano trabalhamos com oito temas principais como Tecnologias para TV e Rádio, Produção de Conteúdo, Inovação e Tecnologias Disruptivas, Novas Plataformas e Estruturas, entre outros. Há muito tempo não recebíamos uma audiência tão expressiva, e esse é o maior indicativo de que estamos no caminho certo. Evoluímos também nos workshops, demonstrações e masterclasses técnicas" avaliou Olímpio José Franco, superintendente da SET.


Fonte:: Redação