No sábado (dia 21/10), o Red Bull Station abre as portas para amantes, entusiastas e fãs da fotografia com uma série de bate-papos sobre o tema.

Red Bull Station sedia debate sobre a cobertura fotográfica em conflitos

03/10/2017

No sábado (dia 21/10), o Red Bull Station abre as portas para amantes, entusiastas e fãs da fotografia com uma série de bate-papos sobre o tema.


Às 16h, será feita uma apresentação especial da Foto_Invasão 2018, iniciativa criada em 2016 com instalações, exposições, performances e conversas sobre a imagem fotográfica em seus mais variados suportes.

Os curadores do projeto vão abrir o edital para as inscrições (voltadas a qualquer pessoa que tenha trabalhos na área e gostaria de vê-los publicados) e propor uma conversa a fim de trocar experiências sobre o evento, que acontecerá em maio de 2018.

Em seguida, às 17h30, a jornalista, fotógrafa e professora Simonetta Persischetti media um debate sobre os rumos da fotografia na era digital. Persischetti já colaborou com diversas publicações nacionais, como o jornal O Estado de São Paulo e a revista Brasileiros, além de ter um Prêmio Jabuti na categoria reportagem pelo livro “Imagens da Fotografia Brasileira”.

Temas como a importância da identidade nos registros fotográficos (levantados pela recente descoberta do falso fotógrafo de guerra Eduardo Martins) serão debatidos em conjunto com alguns mentores da Foto_Invasão: Clelia Bailly, Ignacio Aronovich e Cris Veit.

“Nunca se fotografou tanto e também nunca se falou tanto sobre fotografia e sobre a veracidade e autoria dos registros como atualmente. Num mundo em que mais de 350 milhões de fotos são postadas diariamente só no Facebook, nossa intenção é levantar discussões importantes sobre esses assuntos”, conta Ignacio Aronovich, organizador do evento e um dos curadores.

Durante o encontro, também serão mostrados em projeções alguns registros de “Fotógrafos em Campo - Batalha Por Mosul”, trabalho fotográfico de Cris Veit que mostra bastidores da fotografia de guerra retirados de suas experiências no Iraque, em 2016.


Fonte:: Redação