Confira 7 eventos que marcam o Dia Nacional da Consciência Negra

17/11/2018


Pela importância desta data, tornou-se obrigatório o ensino sobre a história e a cultura afro-brasileira nas instituições educacionais de nosso país.

O Dia Nacional da Consciência Negra foi instituído no ano de 2003, pelo Projeto de Lei 10.639. A partir deste ano, é comemorado em 20 de novembro, como uma homenagem a Zumbi, líder do Quilombo de Palmares. A decisão de ser ou não feriado é de cada município.

 “Assuntos sobre a história da África; lutas dos negros no Brasil; a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional devem ser tratados em salas de aula.”, comenta Maristela Metz, professora do curso de pedagogia da Fael.

A Faculdade Educacional da Lapa, no Paraná, além de apresentar os temas durante o ano letivo, intensifica as ações no mês de novembro.

Neste ano, atividades como a apresentação de dança afrodescendente do Grupo Fusão, composto por jovens da cidade de Porto Amazonas e a exposição do grupo de capoeira Ilê de Banda, representado por praticantes do esporte, foram uma forma de homenagear o dia da consciência negra.

Em Fortaleza (CE), apesar de não ser considerado feriado, a data é comemorada com programações especiais durante o mês, e, principalmente, no dia.

A Prefeitura, a Caixa Cultural e a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) realizam eventos sobre negritude e consciência negra desde o início do mês.

Cena do documentário A Última Abolição, que foi exibido na segunda-feira (19/11) no Dragão do Mar (Foto: Reprodução/ Dragão do Mar).

Nessa terça-feira (20/11), a programação inclui ritos religiosos, palestras, roda de formação, cinema, capoeira e atrações culturais.

As comunidades quilombolas participantes do Projeto Quipea (Quilombos no Projeto de Educação Ambiental) realizarão atividades no Norte Fluminense, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro e no Sul do Espírito Santo.

Projeto Quipea patrocinado pela Shell (Foto: Divulgação).

O objetivo da homenagem, que será realizada entre os dias 20 de novembro e 8 de dezembro, é relembrar a história de resistência dos quilombos.

Os municípios de Cabo Frio, Armação dos Búzios, Araruama, na Região dos Lagos, e Campos dos Goytacazes e São Francisco de Itabapoana, no Norte Fluminense, participarão do projeto que é promovido pela Shell.

Para comemorar o Dia da Consciência Negra, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Politicas Afirmativas (SMDHPA), promove nesta terça-feira, 20, “A Noite da Consciência Negra”.

O evento começa às 19 horas e será em frente ao Grande Hotel, situado na Avenida Goiás, com a Rua 3, no Centro de Goiânia.

Quem passar pelo local vai conferir várias apresentações artísticas e culturais, como as cantoras Ágata Valentin, Clécia Santana e Fabricia Eges, além da banda Leam, dos grupos Muzenza Beat, Afoxé Omó Odé, Skina 21, Dvolt, DJ Berimbal e Raquel Reis.

“Somos todos Black” celebra o Dia da Consciência Negra em Belo Horizonte. O evento une shows, gastronomia, intervenções urbanas, debates e lançamento de livros durante cinco dias.

Flávio Renegado é uma das atrações do Festival Somos Todos Black (Foto: Marcio Rodrigues).

O sábado (24), reserva ao público uma grande festa. A Rua Guaicurus, no centro da cidade, será palco de shows de grandes artistas mineiros.

A Prefeitura de Jaú (SP), realiza nesta terça (20), feriado na cidade, um ato cívico em homenagem a Zumbi como principal evento comemorativo ao Dia Nacional da Consciência Negra.

A programação de eventos culturais segue até domingo (25/11). Dentre as atividades previstas estão oficinas, palestras, workshops que integram uma extensa programação que teve início no último dia 10 de novembro.

Em Salvador, o Dia da Consciência Negra é conhecido como “Novembro Negro”. Diversas atividades culturais serão realizadas na cidade para comemorar a data.

TCA e Teatro Gamboa Nova têm extensa programação. Entre os destaques, no Teatro Castro Alves, o cantor e compositor Lazzo faz uma apresentação única em homenagem a Luiz Melodia.

Pegando carona na data, uma série de atividades culturais se espalham por diversas regiões da cidade de São Paulo. E elas não se limitam à terça-feira (20), algumas se estendem ao longo de toda a semana, e, outras, até o fim do ano.

Entre atrações, nacionais e internacionais, há shows, exposições, peças de teatro, feiras de roupas e acessórios, passeios e eventos para crianças.

Rapper Rincon Sapiência é uma das atrações do Dia da Consciência Negra em São Paulo (Foto: Bruno Santos/Folhapress).

Na programação, destaca-se a Feira Preta, evento que celebra a cultura e o empreendedorismo negros e reúne, em sua 17ª edição, shows de Rincon Sapiência e Elza Soares.

Fonte: Redação.