Kraft faz ação de marketing social em Washington

22/01/2019


Empresa vai comercializar produtos fiados e convida outras marcas a fazerem a mesma coisa.

Desde o dia 22 de dezembro, o governo americano está parcialmente paralisado. O shutdown é fruto de uma queda de braço entre o presidente Donald Trump e a Câmara dos Representantes nos Estados Unidos para a aprovação do orçamento federal.

Leia também: Domino's desafia concorrentes por uma boa causa.

A paralisação afeta aproximadamente 800 mil funcionários do governo. E se algumas marcas entraram no assunto com um viés bem humorado, como fez o Burger King, a Kraft Foods resolveu trafegar em um caminho mais solidário.

Na última semana, a empresa abriu uma loja, em Washington DC, especialmente para amparar os servidores públicos que estão sem receber em função da paralisação.

Nela, os colaboradores do Estado podem comprar os produtos básicos de primeira necessidade sem precisar desembolsar nada. Em troca, a marca apenas pede que, se o trabalhador em um futuro puder pagar as compras, faça-o doando o valor para uma instituição de caridade de sua confiança.

Além disso, neste final de semana, a fabricante de alimentos publicou um anúncio de página inteira sobre o assunto, no jornal Washington Post.

Com o formato de carta aberta, o texto pede que outras marcas abracem a causa e coloquem seus produtos nas prateleiras da loja.

A peça, que também conta com o endereço do estabelecimento, foi criada com a ajuda do Leo Burnett. A assinatura é “Kraft Now, Pay Later

Fonte: Redação.

TAGs: