Apro muda gestão e renova Conselho

24/02/2019


Ao término de mais um mandato do seu Conselho de Administração, a Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais anuncia um novo ciclo na sua gestão, com mudanças também na composição do quadro de conselheiros.

A partir do novo estatuto da entidade, fica extinto o cargo de presidente do Conselho de Administração. Como novidade, a Apro passará a contar com uma presidência executiva. Por sua vez, o Conselho de Administração e Fiscal renovam seus quadros com 21 conselheiros.

Confira as principais novidades do mercado aqui.

Marianna Souza, gerente executiva da FilmBrazil, projeto de internacionalização junto à Apex-Brasil, assume como presidente-executiva.

Ela acumulará as funções, passando a representar institucionalmente a associação e a responder pelas atividades operacionais e administrativas da Apro, colocando em prática as deliberações do Conselho nas áreas de publicidade, conteúdos para marcas, capacitação e formação de gestores audiovisuais, também do mercado internacional, além da gestão do Fórum de Produção Publicitária e do Whext.

Paulo Roberto Schmidt, sócio da produtora Academia de Filmes, deixa a presidência da Associação, mas continuará participando do Conselho de Administração. Com a reestruturação, Sonia Regina Piassa, na Apro desde 2002, desliga-se da entidade, levando toda sua experiência de mais de três décadas no mercado de produção a projetos de consultoria.

De acordo com Schmidt, as mudanças visam acompanhar novas necessidades diante de um mercado cada vez mais dinâmico.

“Os desafios são enormes e a Apro segue capacitando as suas produtoras associadas para a transformação da produção publicitária, diante das novas formas das marcas se comunicarem com os seus consumidores e público. Conteúdo, tecnologia, formato e linguagem serão usuais na narrativa da comunicação das marcas. Uma entidade que caminha para cinco décadas de atuação em prol da qualidade da produção audiovisual tem de estar em constante processo de atualização.”

Ele enumera dentre as realizações deste seu mandato todos os esforços da Apro no sentido de manter diálogos constantes com lideranças do mercado, com entidades representativas dos anunciantes, agências, veículos, talentos, profissionais, fornecedores e órgãos governamentais, primando sempre por boas práticas e éticas nos negócios e nas relações capital x trabalho.

O lançamento do Whext em 2017 e a manutenção permanente do Fórum de Produção Publicitária, a melhora da sua comunicação, do projeto FilmBrazil, e a formação do Instituto Objetiva de Capacitação do Setor Audiovisual e do Pacto de Reponsabilidade Antiassédio no Setor Audiovisual - que resultou na campanha Corta! - foram iniciativas do período.

Tais ações são fundamentais para a associação liderar soluções para esta nova forma de comunicação das marcas, a partir de uma gestão profissional, moderna e antenada com tendências e mudanças que não param de ocorrer no mundo.

Ainda, Schmidt destaca a contribuição de Sônia Regina Piassa em todo o processo, sempre com seu trabalho e forte dedicação em defesa dos associados e da produção publicitária audiovisual brasileira.

Marianna Souza atua na Apro desde 2007. Para ela, o novo desafio é estimulante e corresponde a uma nova etapa de sua carreira, desde sempre focada em atividades da economia criativa.

"Agradeço à confiança das produtoras associadas, manifestada por meio da decisão do Conselho, e também não posso deixar de mencionar o aprendizado que me proporcionou ter atuado ao lado da Sonia Regina Piassa, do Paulo Schmidt e de Leyla Fernandes (que presidiu o Conselho de Administração até 2015) em todos estes anos de Apro. Agora, é continuar trabalhando por uma devida valorização da produção nacional, tanto no mercado interno como no internacional".

Formada em Relações Internacionais, Marianna tem mestrado em Gestão de Negócios de Entretenimento pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Começou sua carreira na Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), onde atuou na equipe responsável pela gestão de projetos relacionados à economia criativa, promovendo negócios entre empresas brasileiras e internacionais em diversos segmentos culturais.

Na Apro, esteve na linha de frente na formatação de diversas parcerias estratégicas, tais como: Sebrae Nacional  e o Instituto Criar. Como gerente executiva da FilmBrazil, tem sob sua responsabilidade as iniciativas nos principais festivais internacional, como Cannes Lions; D&AD; SXSW.

No Brasil, cuida da curadoria e produção executiva do Whext. É também embaixadora local do FreeTheBid,  movimento que prega diversidade de gênero na direção da propaganda e que no Brasil conta com apoio da Apro.

O novo Conselho de Administração e Fiscal da Apro fica com a seguinte configuração:

  1. Caito Cyrillo – Trio.
  2. Carolina Dantas – Landia.
  3. Cristina Lopes -  Conspiração.
  4. Eduardo Tibiriçá Machado -  Bossa Nova.
  5. Egisto Betti – Paranoid.
  6. Francesco Civita – Pródigo.
  7. Gustavo Gripe - Santa Transmidia.
  8. Ingrid Razl – Stink.
  9. Hugo Janeba – Mixer.
  10. Julia Tavares – Killer.
  11. Leyla Fernandes - Produtora Associados.
  12. Luciana Pessoa – Consulado.
  13. Marcelo Altschuler – Saigon.
  14. Marcos Araújo – Sentimental.
  15. Mario Peixoto – Delica.
  16. Paulo Roberto Schmidt - Academia de Filmes.
  17. Raul Dória – Cine.
  18. Rejane Bicca -  O2.
  19. Sergio Sousa Salles - Vetor Zero.
  20. Waldemar Tamagno  – Alice.
  21. Zahra Staub – Awake Filmes.

 

Fonte: Redação.