Campus Party amplia participação de mulheres

07/02/2019


Um dos grandes destaques da edição de 2018 da maior imersão tecnológica em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo do mundo, foi o incremento da presença feminina.

Em 2018, elas representaram 43% do público presente, sendo que em 2015, eram apenas 27%.

Além disso, nas últimas edições, a Campus Party já vem apostando na presença de mais mulheres nos palcos com nomes de peso como, por exemplo, as cientistas brasileiras, Thais Storchi Bergmann e Duilia F. de Mello, a presidente daThe Arthur C. Clarke Foundation, Walda W. Roseman, a diretora fundadora do consórcio Women in Infrastructure Development & Energy (Winde), a diretora fundadora do consórcio Women in Infrastructure Development & Energy (WINDE), Sharron McPherson, entre outros.

Confira abaixo algumas das palestrantes mulheres que passarão pela Campus Party, entre 12 e 17 de fevereiro.

A cientista chefe da Dolby Laboratories e professora adjunta da Universidade de Stanford, Poppy Crum, subirá ao palco Feel The Future, no dia 13 de fevereiro, às 13h30, onde falará como novas tecnologias podem aproveitar a fisiologia humana para aprimorar experiências e a forma como interagimos com o mundo.

Na Dolby, Poppy é responsável pela integração da neurociência e da ciência de dados sensoriais no projeto de algoritmos, desenvolvimento tecnológico e estratégia de tecnologia. Já em Stanford, sua pesquisa foca no impacto e no potencial de feedback de ambientes imersivos, como realidade aumentada e virtual, sobre neuroplasticidade e aprendizagem.

Também no dia 13 de fevereiro, Joana D’Arc Feliz, uma das pesquisadoras brasileiras mais premiadas internacionalmente, com uma trajetória marcada por uma grande superação de preconceitos. Hoje Joan dedica-se integralmente a ensinar jovens que, como ela, passam por dificuldades financeiras e adversas como as que ela enfrentou.

Confira as principais feiras de negócios aqui.

Leia também: Campus Party será palco da "F1 in Schools".

No dia 14 de fevereiro, às 19h, no palco Steam, Laureane Sousa detalha a iniciativa, Donas da Tecnologia, que visa estimular a entrada de meninas de 8 a 80+ anos no mundo tecnológico, ajudando a enfrentar as dificuldades do mundo científico, para incrementar o número de inventoras, makers, cientistas e profissionais de tecnologia.

Aline Carvalho analisa no dia 14 de fevereiro, às 17h, no palco Steam a participação feminina em 3 áreas específicas: Engenharia Nuclear, Robótica Submarina e Física de Partículas. Neste espaço serão abordadas oportunidades de cursos e carreiras, além de incentivar os participantes a apoiarem projetos que contribuam para a equidade de gênero na ciência.

Com 16 anos, Emanuelle Richard já desenvolveu diversos aplicativos, palestrou em uma série de eventos. Atualmente cursa Ciências da Computação e trabalha em uma empresa de desenvolvimento de softwares como programadora. Em sua palestra abordará como as mulheres foram fundamentais para a tecnologia atual, apesar de todas as barreiras existentes. Emanuelle sobre ao palco Coders na quinta-feira, das 14h às 22h.

Carine Roos é mentora, palestrante e especialista em equidade de gênero e inovação. Em sua palestra que ocorrerá no palco Coders, dia 13 às 15h, irá trazer dicas práticas para auxiliar as mulheres a se promoverem no ambiente do trabalho a partir da ressignificação dos erros e do domínio das emoções.

Ingressos

Os ingressos para a #CPBR12 já estão disponíveis na plataforma campuse.ro. O valor do ingresso para todos dias é de R$ 350,00.  

Para interessados em ingresso e camping individual, o valor é de R$ 430,00. Para ingresso e camping duplo o valor é de R$ 440,00 por pessoa.

Fonte: Redação.