Olimpíadas de Tóquio devem custar US$ 12,6 bi

02/01/2020


Número não leva em consideração mudança de local da maratona.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio devem chegar a um custo total de cerca de US$ 12,6 bilhões, de acordo com o balanço divulgado pelo comitê organizador do evento.

O melhor do marketing esportivo está aqui.

Leia também: Toyota seleciona atletas de 43 países para Tóquio 2020.

O custo total da organização das Olimpíadas foi revelado pelos japoneses recentemente e não inclui os quase US$ 30 milhões que serão desembolsados para mudar o local de disputa da maratona e de provas de atletismo, que serão disputadas na cidade de Sapporo.

A responsabilidade sobre o custo desse deslocamento, aliás, é hoje motivo de disputa entre o Comitê Olímpico Internacional e o Comitê Organizador Local dos Jogos Olímpicos.

A mudança de local partiu de uma ordem do COI, que não queria submeter os atletas ao calor do verão em Tóquio. Com isso, um impasse foi criado. Até agora, não se sabe se o COI ou o Japão pagará pela alteração.

As Olimpíadas de Tóquio têm procurado, ao máximo, reduzir os custos de realização do evento, após três edições olímpicas de gastos exorbitantes (Pequim-2008, Socchi-2014 e Rio-2016) e uma de gasto moderado (Londres-2012). O COI implementou a agenda 2020 com o objetivo de reduzir os custos de organização dos eventos. 

A primeira medida tomada por Tóquio para tentar reduzir os gastos foi eliminar a criação do Parque Olímpico. Agora, os atletas ficarão hospedados em vilas já existentes. Da mesma forma, boa parte das competições acontecerá em estruturas preexistentes.

Fonte: Redação.

TAGs: coi evento-esportivo olimpíadas-de-tóquio tóquio-2020