Facebook anuncia ferramentas de combate a deep fakes

08/01/2020


Plataforma pretende utilizar inteligência artificial para retirar conteúdo criado por machine learning com o objetivo de manipular o debate público.

O Facebook anunciou que irá utilizar uma ferramenta de inteligência artificial para excluir as deep fakes de sua plataforma. Deep fake é a denominação utilizada para conteúdo audiovisual que emula uma situação ou fala por meio de machine learning, sendo possível criar vídeos em que autoridades dizem frases que não são de sua autoria.

Confira as últimas novidades sobre marketing digital aqui.

Leia Também: Como as fake news influenciam as pessoas.

Além de IA, a plataforma irá realizar parcerias com a universidades, governos e indústrias para expor os agentes que realizam esse tipo de manipulação. “Ao redor do mundo, estamos conversando com mais de 50 experts globais em legislação, mídia, política, civil e técnica para informar o desenvolvimento da nossa política e melhorar a ciência para detectar conteúdo manipulado”, afirmou Monika Bickert, VP de global policy management do Facebook.

De maneira ampla, são dois critérios de remoção: edição ou sintetização além dos padrões de melhoramento de qualidade e claridade, sem que isso seja claro para o público mediano da plataforma. Isso, segundo a empresa, faria com que os usuários fossem enganados a acreditar que a pessoa disse algo que, na realidade, não foi dito.

A empresa também removerá o conteúdo que for fruto da sobreposição de inteligência artificial ou de machine learning ao conteúdo real. Nenhuma das duas hipóteses se aplica a sátiras ou paródias, afirma o comunicado.

O Facebook sofreu muitas críticas por sua falta de atuação no combate às fake news. A discussão esquentou com a chegada do ano eleitoral estadunidense.

 

 

Fonte: Redação

TAGs: deep fakes Facebook ferramenta insta rede social