Canal
Varejo

Black Friday nos EUA terá 3 semanas para evitar contágio do Covid-19

Por: Redação. 15 de Outubro de 2020

Este ano foi muito diferente do que aconteceu nos anos anteriores. As marcas tiveram de se adaptar a este anormal 2020 repleto de normas de socialização.

Naturalmente, as datas dos grandes descontos também tiveram que passar por aquele filtro marcado pelo contexto da pandemia.

As últimas novidades do varejo. Confira aqui

Leia também: 5 insights para pensar sobre a Black Friday 2020.

Um exemplo claro foi o ‘Good End’,no México, que teve que se ausentar por duas semanas para tentar evitar possíveis aglomerações de consumidores no dia das vendas.

Parece que o mesmo acontecerá nos Estados Unidos com a Black Friday.

Black Friday fica mais longa

Segundo informações da AP, o Walmart, uma das maiores redes dos Estados Unidos, vai estender as ofertas da Black Friday, com o intuito de evitar o contágio pelo fluxo de clientes nas lojas, além de focar sua estratégia no canal on-line para tentar resolver o problema dos pontos de venda.

A decisão, de uma das maiores lojas do país norte-americano, pode resultar na replicação da estratégia por outras empresas, o que também é necessário devido ao contexto de pandemia e infecções.

O Walmart optou por realizar o evento Black Friday online a partir de 4 de novembro e em lojas físicas a partir de 7 de novembro.

Diante disso, outras empresas como a Target aderiram às decisões do Walmart e já começaram a fazer suas vendas de Natal, que estavam alinhadas com o evento.

Desempenho de dias de desconto

Sem dúvida, este ano tem sido difícil para todos, porém, os consumidores têm sido os que mais passaram, desde a perda de vidas, a preocupação com a situação econômica e uma grande crise trabalhista fizeram desta internet um cenário de rigidez e a recessão de receita é para o dia a dia.

Este panorama lança dúvidas sobre como será o desempenho desta jornada, se será possível obter um número de vendas inferior ao dos anos anteriores, ou se obterá receitas significativas com o comércio eletrônico.

À medida que essas datas são filtradas, isso representa um golpe no ar para as empresas que estão tentando salvar o ano com melhores vendas e reter melhores receitas.

Tags: varejo | melhores-da-semana | Covid-19 | Black Friday nos EUA