Canal
Varejo

Apple apresenta a geração do iPhone 12

Por: Redação com informações do B9. 15 de Outubro de 2020

Em evento virtual realizado na terça (13), a Apple anunciou a tão esperada nova geração de seus celulares, batizados de iPhone 12.

Com pouco mais de uma hora, a apresentação confirmou quatro modelos de smartphone com pré-venda prevista para os dias 16 e 23 de outubro, além de divulgar um novo aparelho inteligente para o lar da marca, o Home Pod Mini.

As últimas novidades do varejo. Confira aqui

Leia também: Evento da Apple apresentou Watch 6 e Watch SE.

Confira abaixo o resumo das novidades da apresentação:

Home Pod Mini

Espécie de Echot Dot e Google Nest da Apple, o Home Pod Mini deve servir como central da casa inteligente capitaneada pela Siri da companhia. 

Além de providenciar uma experiência sonora em 360° e ser regulado a partir do iPhone do usuário (inclusive ele só funciona com o celular próximo, garantindo assim privacidade ao usuário), o aparelho também vai contar com integração com outros sistemas inteligentes e poderá sincronizar com outros hardwares – incluindo outros Home Pod Minis – para sincronizar a reprodução de músicas, programas de áudio e podcasts – ele também vai contar com acesso ao Amazon Music, aliás.

O mais interessante do Home Pod Mini, porém, é o sistema Intercom. De acordo com a Apple, o aparelho vai permitir comunicação local com outras unidades, funcionando como um chat por voz para espaços maiores com vários recintos – ou seja, é o fim da comunicação por grito entre famílias!

Com opção de cores entre cinza e branco, o Home Pod Mini abre as vendas no site e lojas da Apple no próximo dia 6 de novembro com preço unitário de US$ 99.

iPhone 12 e iPhone 12 Mini

Abrindo os trabalhos da “geração 12” do smartphone da marca, o iPhone 12 e sua versão “diminuta”, o iPhone 12 Mini, foram confirmados pela Apple como os primeiros modelos da linha a serem compatíveis com tecnologia 5G – um anúncio que coincide com o anúncio da ativação da rede 5G da Verizon, ocorrida no próprio evento.

Além da questão da velocidade – que será automaticamente regulada pelos aparelhos conforme a necessidade, num sistema definido como Smart Data Mode – o iPhone 12 é mais leve e fino em relação a seu antecessor e vem em 5 cores: preto, vermelho, azul, verde e branco.

Além de ser 11% mais leve e 15% mais fino em relação ao iPhone 11, o iPhone 12 tem como grandes diferenciais de performance o uso do processador A14 Bionic, o mesmo do mais recente iPad Pro e anunciado como “o mais rápido do mercado”; o uso da Super Retina XDR, sistema de tela que disponibiliza uma lâmpada LED por pixel e permite reprodução de vídeos em HDR; e o uso de um “escudo de cerâmica” adicional que torna a tela do aparelho quatro vezes mais resistente a quedas que qualquer outro smartphone.

Outra grande novidade é que nenhum dos modelos da linha conta com carregador. Além de fazer parte do plano da Apple em zerar o seu impacto ambiental até 2030, o sistema de carregamento foi substituído pelo MagSafe, um novo circuito sem fio de abastecimento de energia que é feito através de imãs.

Há também as câmeras, que agora são duas na traseira e uma na frente. Além de todas contarem com modo noturno (inclusive para vídeo), o iPhone 12 conta na parte de trás com lentes wide e ultra wide, permitindo o registro de mais de 12 megapixels por foto.

As vendas do iPhone 12 começam no próximo dia 16 de outubro com preço inicial de US$ 799. Já o iPhone 12 Mini será disponibilizado para compra na próxima semana, dia 23 de outubro, ao preço de US$ 699. A Apple confirmou que ambos os aparelhos vão poder rodar a versão de “League of Legends” para o iOS, “Wild Rift” – que aparentemente foi uma indireta da marca a sua atual briga com a Epic Games e “Fortnite”.

iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max

Enquanto o iPhone 12 e sua versão Mini são as versões “acessíveis” da linha, a Apple também confirmou o lançamento das edições profissionais da geração, o iPhone 12 Pro e o iPhone 12 Pro Max.

Disponíveis em quatro cores – preto, ouro, prata e azul marinho – os dois modelos levam ao limite a tecnologia da Apple. Além de todos os recursos dos outros dois aparelhos, ambos funcionam por 30 minutos a profundidades de até 6 metros debaixo d’água e adicionam uma terceira lente ao sistema de câmeras da traseira, a lente teleobjetiva. Os dois também permitem gravações em HDR com possibilidade de registro de mais de 700 milhões de cores por frame.

Os dois modelos são grandes também: enquanto o Pro tem 6,1 polegadas de tela, o Pro Max é literalmente o maior iPhone da história com uma dimensão de 6,7 polegadas – coloque do lado do Mini e a sensação de Gulliver dos telefones é real.

O grande destaque dos aparelhos, porém, é o light scanner que permite que aos modelos mapear espaços tridimensionais – algo que segundo a Apple pode facilitar o trabalho de planejamento a partir da tecnologia.

As datas são similares aos outros dois celulares da linha, embora os preços sejam mais salgados. Enquanto o iPhone 12 Pro começa a ser vendido no próximo dia 16 de outubro ao valor de US$ 999, o iPhone 12 Pro Max chega ao mercado no dia 23 de outubro ao preço de US$ 1099.

 

Tags: varejo | apple | iPhone 12