Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Dia Internacional do Turismo 2021: Qual a importância?

Por: Redação com informações da Accor Live.. 27 de Setembro de 2021

Se tem uma atividade que a pandemia nos privou de aproveitar ao máximo foi o turismo. Com as inseguranças, medos e incertezas sobre o futuro, viajar se tornou um processo que envolve muitas variáveis e precisa ser ponderado nos mínimos detalhes.

A perspectiva sobre o futuro é melhor que em 2020. Ainda assim, é preciso ter em mente as estratégias para poder comemorar essa data da melhor forma possível. Mas afinal, qual a data correta do Dia do Turismo?

Mais sobre turismo no Brasil e no Exterior aqui.

A primeira confusão que se faz quando se fala em Dia do Turismo é a data. Uma pesquisa rápida vai deixar evidente que há um conflito entre duas datas: 8 de maio e 27 de setembro. A razão dessa divergência é bem simples.

No dia 27 de setembro é o Dia Mundial do Turismo, ou seja, reconhecido internacionalmente. Isso significa que as promoções e eventos relacionados ao turismo pelo mundo, quando querem aproveitar a data, têm maiores chances de acontecer nesse período.

Por outro lado, o 8 de maio é o Dia Nacional do Turismo, reconhecido em todo o território brasileiro, e, mesmo que essa dúvida se repita novamente em outros anos e outras datas surjam, existe uma informação adicional que jamais deixará dúvida.

Dia Nacional do Turismo: Lei que oficializa a data

Da próxima vez que a dúvida bater sobre quando o Dia Nacional do Turismo é comemorado, o link do Diário Oficial é muito útil de se ter à mão. Ele não deixa dúvida sobre o dia correto para se celebrar o turismo no território brasileiro.

De acordo com a página, desde 2012 o dia 8 de maio é o Dia do Turismo no Brasil, conforme dito na Lei 12.625. Mas por que uma data ligada a diversão e lazer precisou ser oficializada por uma lei no país? Quem se faz essa pergunta ignora um dos maiores aspectos do turismo.

O turismo é uma indústria curiosa, pois trata de lazer e economia ao mesmo tempo. Para quem viaja, o propósito é claro: Relaxar, se distanciar dos problemas e preocupações de onde mora e conhecer outras culturas, lugares e climas diferentes.

Ao mesmo tempo, o turismo é um pilar importantíssimo da economia da grande maioria dos países, incluindo o Brasil. Em 2018, por exemplo, o turismo injetou mais de 100 milhões de reais na economia do país, representando mais de 8% do PIB.

Por isso, um acontecimento como a pandemia do Covid-19 afeta diretamente o turismo e a economia do país por tabela. Com o retorno à normalidade acontecendo a passos lentos, os profissionais do turismo precisam trabalhar duro para tornar hotéis e pontos turísticos o mais seguro possível.

Como viajar com segurança na pandemia

Muito da proteção contra o Coronavírus depende de nós mesmos, de forma que podemos tomar uma série de medidas e decisões que priorizam nossa própria segurança. Portanto, é sempre importante se atentar a quatro fatores importantes:

- Proteção individual: Máscaras, álcool em gel à mão e distanciamento social sempre que possível.

- Transporte alternativo: Se for possível chegar ao destino de carro, você se expõe menos em ambientes fechados.

- Hospedagem segura: Procurar hotéis que sigam as medidas de segurança à risca.

- Seleção de destino: Prefira ficar em lugares que permitam passeios ao ar livre ou ambientes amplos.

Hotéis que seguem os protocolos de segurança

Uma medida adicional para preservar sua saúde ao longo da viagem é se certificar que sua hospedagem está fazendo todo o possível para proteger os hóspedes.

Na rede Accor, por exemplo, foi implementado o protocolo ALL Safe – um conjunto de medidas sanitárias que obedecem às orientações da OMS e têm fiscalização rigorosa por empresas independentes.

Com todos os protocolos de segurança em mente, só resta a você determinar o tipo de turismo que pretende fazer. Longa ou curta distância, período de estada, tudo isso depende de cada pessoa. Mas é claro que esses fatores não impedem as sugestões.

Turismo religioso

Se sua ideia é reforçar sua fé, fazer agradecimentos ou simplesmente aprender mais sobre a religião em outros territórios, esse tipo de destino pode ser a opção perfeita pra você. 

Existem locais que podem ser apreciados até mesmo do lado de fora e até mesmo eventos religiosos que você pode se planejar agora para participar no futuro.

Turismo LGBTQI+

Apesar de estarmos vivendo um período sem Parada do Orgulho LGBTQIA+, isso não significa que você não pode visitar cidades que são conhecidas por receberem a diversidade de braços abertos.

É o caso de Florianópolis, considerada a “Capital do turismo gay” e lar da Praia Mole, um dos pontos turísticos LGBT mais famosos do Brasil – e um excelente destino para quem pretende se manter longe de ambientes fechados.

Turismo cultural

Se você não cansa de aprender sobre o Brasil e não dispensa um passeio que ensine mais sobre a terra do verde e amarelo, o ideal é procurar cidades históricas que revelam algo sobre nossos antepassados e a evolução da nação.

Por isso, Salvador é uma das melhores opções. A primeira Capital do Brasil tem muita história para contar em sua arquitetura e obras de arte, além de ter belas praias para momentos de lazer. 

É lá que fica o Farol da Barra, uma das primeiras construções desse tipo que foi erguida no continente com a missão de proteger o Brasil de invasores e auxiliar o retorno de desbravadores que viajavam de barco.

Não existe regra absoluta para se comemorar o Dia do Turismo. O importante nesse momento é escolher seu destino e se certificar de que todos os protocolos de segurança estão sendo priorizados. Escolha a cidade, faça sua reserva e comece a contagem regressiva!

 

Foto: Reprodução/Portal da Hotelaria.

Tags: dia-do-turismo | dia-mundial-do-turismo | turismo