Canal
Turismo

A importância dos gifts no marketing de relacionamento

Por: Assessoria Umbigo do Mundo. 16 de Dezembro de 2015

Gifting estuda as trocas de gifts no mundo corporativo, um mercado que movimenta bilhões a cada ano e que pode sinalizar um grande desperdício de recursos se as marcas não souberem fazer estas ações com pertinência e inteligência.

Uma sondagem realizada pela Umbigo do Mundo, com 50 profissionais de marketing e compras no período de 02 a 15 de novembro, identificou que 98% dos executivos entrevistados afirmaram que as ações de gift são importantes para suas empresas, sendo que o principal comprador deste tipo de serviço ou produto é o departamento de marketing – embora sejam as áreas de negócio que determinam o que será comprado.

Na visão dos entrevistados, o principal alvo deste tipo de ação de marketing de relacionamento é o cliente estratégico, seguido por colaboradores e consumidores.

Esse dado comprova uma tendência internacional de aumento no volume de compra de gifts para ações de comunicação interna, endomarketing, programas de relacionamento e fidelização de funcionários. Ainda de acordo com a pesquisa, em 2014, os colaboradores receberam mais gifts das empresas que os próprios consumidores das marcas.

É interessante observar que a crise econômica fez com que as empresas atrasassem as compras de seus gifts de final de ano e também repensassem o valor gasto, sendo que 40% delas pretendem investir menos esse ano, na comparação com 2014. Nesse levantamento, também identificou-se que apenas 33% das empresas analisam no momento da escolha do presente se ele tem aderência à sua marca, ficando 29% atentas à sua qualidade e 21% ao preço.

Dentre as tendências, arte, música e cultura como preferência de solução em gifts, e as ações vinculadas a causas sociais, mencionada por mais da metade dos entrevistados.

Para Marina Pechlivanis, autora do livro Gifting e especialista no tema, neste cenário de investimentos menores, as empresas precisarão de mais criatividade e estratégia para encantar seus clientes e ressalta que gifting sem planejamento é jogar dinheiro fora. “Quando bem planejado e implementado, o gift muda o relacionamento entre marcas e pessoas, entre culturas e tradições.”, esclarece Marina.

Mas num mundo dinâmico, com públicos e interesses tão heterogêneos, como as empresas podem repensar o gift para que ele seja uma ferramenta de relacionamento? Essa pesquisa elencou algumas tendências no universo do gifting:

Para um mundo com milhões de informações: organizers

Tanto para a internet das coisas como para as coisas fora da internet, as pessoas precisam de organizadores físicos e digitais para ordenar e selecionar as informações, os acessos e os objetos de sua preferência.

Dicas: vale tudo, de apps, caixinhas organizadoras, bloquinhos adesivos de recados.

Para um mundo non stop: kits de sobrevivência

Pessoas em constante correria (trabalho, estudos, família) de kits de bem-estar e antiestresse que possam acompanhá-las ao longo de suas jornadas.

Dica: nécessaires porta-medicamentos, pequenos kits de massagem, minifragrâncias relaxantes.

Para um mundo em constante evolução: tecnologia

Gadgets são sempre bem-vindos: e quanto menores e mais práticos, melhor.

Dicas são os plugs multitomadas, os carregadores de bateria de celular; e os minisdrones, máquinas fotográficas…

Para um mundo que cuida da natureza: coisas do bem

Tudo o que faz bem e é sustentável está em alta: das mini-hortas para uso ornamental e culinário aos alimentos feitos localmente e com balanceamento nutricional. Boa dica são as embalagens: aproveite ao máximo o espaço e pense bem no uso: muitas custam caro, e vão para o lixo.

Dado interessante da pesquisa é que os profissionais se atualizam em sites e catálogos de brindes para planejar as ações ao longo do ano quando poderiam fazer cursos estratégicos para conhecer as tendências internacionais e as referências nacionais e gerar negócios utilizando o gifting, como o Curso de Férias ESPM Estratégias de Gifting para a Geração de Negócios.

 

Tags: