Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Tecnologiacriativa

Por: .. 23 de Maio de 2022

A grande maioria acredita que a tecnologia está associada a profissionais técnicos, analíticos, à ciência, ao conhecimento cientifico à matemática a abstração.

A tecnologia é o conjunto de métodos e técnicas cientificas que permitem o aproveitar o prático através do conhecimento científico, isto é inovação.

É um preconceito infundado, a tecnologia criativa está na na criatividade, na sustentabilidade, basta para isso analisar as diferentes atividades onde a tecnologia está presente.

A tecnologia e a criatividade têm um papel fundamental, mesmo sendo ferramentas independentes se complementam, efetivando estratégias e projetos, desenvolvendo conceitos e instrumentação, que viabilizando ideias.

Podemos começar de fato este artigo citando alguns pontos que caracterizam o envolvimento tecnológico, na criatividade,

na tecnologia da informação, na informática, no turismo, cinema, eventos, nanotecnologia, biotecnologia, robótica, publicidade, internet, cada uma atividade com grande representatividade na inovação tecnológica,  no aproveitamento dos recursos naturais, na qualidade de vida das pessoas .

Talvez a mais representativa seja o desenvolvimento Inteligência Artificial, uma associação que permite dar às maquinas a capacidade de interagir com os seres humanos interpretando formas de pensar, identificando preferências e agindo.

A inteligência artificial é criticada por muita gente que imputa a ela a falta de sentimentos, não é totalmente verdade, porem, ela não deixa que sentimentos interfiram nas ações propostas, exemplo: sentenças judiciais, na medicina, atuando positivamente em cirurgias e diagnósticos.

Podemos citar também os Robôs acusados de substituir o homem pela maquina.

Pode até ser uma verdade relativa, porem, não podemos esquecer que essa tecnologia criou atividades que não existiam, trazendo novas realidades e oportunidades para a sociedade, como recursos, produtividade e excelência. 

Não podemos esquecer também o Meta verso uma revolução estratégica na comunicação, na industria, nos eventos, no desenvolvimento de atividades, em pesquisas, capacitando e preparando profissionais para as situações reais que vão enfrentar, através de hologramas que interagem com a realidade virtual.

Hoje, o uso da tecnologia está presente em quase tudo que fazemos ou usamos, no aprendizado, nos transportes, na segurança de dados, na indústria bélica, na pesquisa cientifica, na comunicação na criação de novos produtos e serviços para atender a demanda do mercado, potencializando áreas tão diferentes, mas que se complementam numa perfeita congruência entre tecnologia e a criatividade.

Para trabalhar a criatividade use a tecnologia de forma inovadora, atividades tecnológicas estimulam o pensamento critico.

Segundo Steve Jobs, “a melhor maneira de criar valor é conectar a criatividade à tecnologia”

Não é fácil a mudança, principalmente, a adaptação a novas teorias e práticas, é compreensível, mas, para isso não basta querer mudar, precisa criar formação, através de softwares didáticos e auto- explicativos quebrar paradigmas, preconceitos, através do desenvolvimento criativo.

Pensar num evento ou num comercial usando a tecnologia casada com a criatividade, não é fácil, principalmente, para muitos profissionais ainda que reconhecidos, mas, como sempre e usando o velho ditado que diz:que quem usa cresce. Esta é a melhor maneira de entender, e para começa,  misturando o passado com o presente, inclusive pessoas.

Hoje, o profissional para enfrentar a concorrência precisa mudar, sem preconceitos, e a adaptar-se às novas ferramentas, novas tecnologias, novos conceitos, principalmente, com senso critico, com inovação e processos sustentáveis.

Profissionais, independendo da idade, precisam arriscar gerar e criar novas soluções, novos caminhos, para as demandas globais, para o mundo digital, para os problemas que a realidade exige.

Para entender e atender as exigências deste mercado digital e informatizado, um cenário marcado pela qualidade, pela  concorrência, volte à escola para criar uma formação construtiva, sem nunca parar de aprender.

Obrigado.

Edmundo Monteiro de Almeida            

Tags: tecnologia