Canal
Regional

Xangô da Mangueira é tema de seminário no Museu do Samba

Por: Assessoria Museu do Samba. 23 de Novembro de 2015

Considerado um dos maiores diretores de harmonia de todos os tempos e referência para gerações de sambistas desde a década de 1970, Xangô da Mangueira (falecido em 2009), será tema de seminário organizado pelo Museu do Samba, em parceria com a Sociedade Recreativa dos Diretores de Harmonia das Escolas de Samba do Estado do Rio de Janeiro (Sordheserj). Intitulado “Recordações de um batuqueiro”, o seminário acontece na sexta-feira, dia 27 de novembro, das 15h às 18h, com entrada gratuita.

Foto: Christiane de Assis Pacheco.

As inscrições devem ser feitas pelo e-mail [email protected], com antecedência, e a confirmação está sujeita à lotação do auditório (50 lugares). O Museu do Samba fica na Rua Visconde Niterói, nº 1296, na Mangueira.

Squel Jorgea, primeira porta-bandeira da Estação Primeira de Mangueira e neta do homenageado, se apresentará no final do seminário, dançando com Matheus Olivério, segundo mestre-sala da Verde e Rosa e filho de Xangô da Mangueira. 

A mesa de abertura, às 15h, abordará o tema “Diretor de harmonia hoje e o legado de Xangô da Mangueira”, tendo como palestrantes Nilcemar Nogueira, diretora-executiva do Museu do Samba; Sérgio Ricardo, presidente da Sordheserj; Rômulo Ramos, diretor de harmonia e carnaval da Mocidade Independente de Padre Miguel, e Ricardo Dias, presidente da ala técnica ‘Só para quem pode’.

Às 16h30, haverá exibição do documentário “Quando Xangô apitar” (2011), de Emílio Domingos e Gustavo Rajão, seguido de debate com as participações de Emílio Domingos, Onésio Meirelles e Tantinho da Mangueira, que foi parceiro de Xangô em composições e shows.

Tags: