Canal
Regional

Tem início o Festival de Artes Cênicas da Bahia

Por: Assessoria Fiac. 24 de Outubro de 2015

Teve início ontem (23/10), o Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia (Fiac Bahia 2015), que, em sua oitava edição, se abre para o debate sobre temas políticos, civis, sociais, ideológicos, territoriais, identitários e artísticos por meio de uma programação discursiva e pulsante.

Ao longo de dez dias, o festival contemplará 20 espetáculos, seis oficinas de qualificação artística, e se estenderá ao Pátio Fiac Petrobras, que funcionará no ICBA e estará especialmente ambientado para sediar um seminário de curadoria de mediação, um lançamento de livro, um projeto voltado para a dramaturgia espanhola e um refeitório cheio de assunto.

A mostra artística contempla quatro espetáculos internacionais, sete nacionais e nove locais e ocupará casas de espetáculos e espaços públicos de Salvador, com teatro, dança, performance e intervenção urbana. Na cena e fora dela, criadores da Bélgica, França, Espanha, Itália, São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Bahia refletem sobre questões da atualidade e convidam o público a mergulhar em universos estéticos diversos, provocativos e autorais.

Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) e há também espetáculos com entrada franca: História sob Rocha, Cosme e Damião / Duo, Galeria Urbana Homo sem Cabeça, O Castelo da Torre e Biomashup. Para os dois últimos, os ingressos serão distribuídos com antecedência de uma hora antes do início de cada apresentação, até a lotação do teatro/espaço.

Para os espetáculos pagos, os ingressos podem ser adquiridos pelo call center (71. 2626-1034, de segunda a domingo, das 9h às 21h); pela internet (no site); na Bilheteria Central (que funcionará no Goethe-Institut – ICBA, de 10h às 18h e até 12h do mesmo dia da sessão) ou na bilheteria do respectivo teatro (apenas no dia do espetáculo, a partir de duas horas antes da sessão).

O Fiac Bahia 2015 tem patrocínio da Petrobras e Caixa e apoio financeiro do Governo Estado, por meio Fundo de Cultura da Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia. A realização é da Realejo Projetos e 7Oito Projetos e Produções.

Tags: