Canal
Regional

Sustainable Brand Rio 2016 acontecerá na próxima semana

Por: Redação 19 de Junho de 2016

Sustainable Brands é uma comunidade global, lançada em 2006, que se propõe a repensar o papel das marcas e sua capacidade de gerar valor, fortalecer tendências e disseminar soluções sustentáveis para a sociedade. Com o propósito de reunir a comunidade de líderes, no Brasil e no mundo, Sustainable Brands, tem como principal ativo o evento que será realizado pelo quarto ano consecutivo no Rio de Janeiro, nos dias 21 e 22 de junho. SB Rio compõe uma rede global de conferências Sustainable Brands com onze eventos que incluem Bangkok, Barcelona, Boston, Buenos Aires, Istambul, Kuala Lumpur, San Diego, Copenhagen, Cape Town, Tokyo e Sydney.

O Sustainable Brands reúne mundialmente profissionais e empresas preocupadas com a incorporação da sustentabilidade em seus projetos de negócios e realiza conferências em 12 cidades ao redor do mundo. Neste ano, o evento traz o tema Activating Purpose, e se propõe a explorar o tema Propósito globalmente, visando criar vínculos com indivíduos, grupos e coletividades que permitam gerar coerência e engajamento para a realização de negócios no presente e no futuro. O Sustainable Brands Rio 2016 acontece nos dias 21 e 22 de Junho, no Porto Maravilha, no Rio de Janeiro.

2 - Palestrantes internacionais

Chris Coulter – CoCEO da GlobeScan é especialista em relações internacionais com mais de 15 anos de experiência como consultor em reputação, marca e sustentabilidade. Ele apresentará dados de uma pesquisa mundial inédita com 22 países, incluindo o Brasil, sobre como as pessoas valorizam o propósito nas organizações.

Claude Ouimet, Vice-Presidente Sênior e Gerente Geral da Interface, no Canadá e na América Latina, apresenta como o propósito do fundador da Interface, Ray Anderson, permanece presente na cultura organizacional, mesmo depois de sua morte, em 2011. A mistura de conhecimento de Claude em processos de produção, vendas e marketing dá-lhe uma perspectiva única para agregar a sustentabilidade na cultura corporativa de forma global.

Ernesto Van Peborgh, falará sobre como engajar pelo propósito.  Ernesto dedica-se à comunicação para a sustentabilidade, dirigindo a El viaje de Odiseo, consultoria com foco a implementação e gestão de redes colaborativas para empresas e organizações. Ele irá abordar o tema da sustentabilidade do ponto de vista das relações dentro do ecossistema de influência das grandes marcas globais.

Francesca Zampollo, fundadora da International Food Design Society, é a maior referência global nas técnicas de food design, ou seja, a aplicação do design thinking em todas as etapas de desenvolvimento de alimentos, da produção à experiência de consumo. Com Mestrado em Teoria do Design para o Food Design, Francesca, que participa regularmente em palestras acadêmicas ao redor do mundo, vem pela primeira vez ao Brasil.
Claus Stig Pedersen, líder de sustentabilidade da Novozymes, empresa de biotecnologia norueguesa com presença no Brasil, vai apresentar como o propósito guia as decisões estratégicas da companhia, inclusive sua decisão sobre como apoiar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), lançados pela ONU no ano passado. A Novozymes é líder mundial em soluções biológicas com base em enzimas, pode melhorar o desempenho industrial e reduzir o consumo de recursos naturais de diversas indústrias.
Robert Schermers, sócio da Innate Motion, apresentará a experiência internacional da consultoria sobre como conectar marcas com propósitos que estão presentes na sociedade. Ex-executivo da Unilever no Brasil, Robert vai focar no que chama de Movement Brands, marcas que se movem a partir da conexão com os anseios da sociedade.

KoAnn Skrzyniarz, KoAnn é o fundadora e CEO da Sustainable Life Media e da Sustainable Brands. Seu envolvimento com questões ambientais e humanas e suas intersecções nos negócios remonta a meados da década de 1980, quando lançou conferências internacionais sobre melhorias em processos de utilização de resíduos e gases destruidores da camada de ozônio (CFCs). Ela participou de programas de nível de pós-graduação em gestão de negócios e sustentabilidade em Cornell e Wharton, e atualmente faz parte do conselho consultivo do Centro de Sustentabilidade da Universidade Estadual da Pensilvânia.

Outros palestrantes

Renato Guimarães:

Área de Mobilização, e pode citar vários cases. Posso citar como exemplo a nossa ação Carne ao Molho Madeira. Em novembro de ano passado lançamos o relatório mostrando que nenhuma das grandes redes de supermercado consegue nos garantir que a carne que nos vende não está contaminada com o desmatamento da Amazônia. Devido a ação de guerrilha que fizemos no Pão de Açúcar, a nossa pressão, a da imprensa e a de 29 mil pessoas que se mobilizaram online, em março o Grupo Pão de Açúcar se comprometeu com o Desmatamento Zero e na quarta-feira passada foi a vez do Walmart. Continuamos conversando e pressionando as outras redes citadas no relatório a fazerem o mesmo. Considero essa pauta interessante e positiva porque mostra que as pessoas comuns não são impotentes em relação ao desmatamento da Amazônia. Elas podem sim, de forma bem simples até, se mobilizar contra ele.E também mostra o quanto nós, do Greenpeace, somos capazes de mobilizá-las.

Marcelo Rosenbaum:

Marcelo Rosenbaum traduz o Design Essencial na capacidade de olhar para uma cultura, descobrir, despertar e potencializar seus valores essenciais através de projetos que inovam. Ele usa o design para expor a alma brasileira. O Design Essencial tem como principal resultado a inovação do processo. Um processo que sistematicamente une talentos e potenciais locais com modernas técnicas de design e arquitetura. O designer aborda comunidades esquecidas e onde há uma aparente escassez e estimula seu potencial de desenvolvimento chegando a resultados que revelam saberes e muitas oportunidades.

 

Frineia Rezende e Luciano Candisani- Votorantim- Legado das Águas

Serviços ecossistêmicos, biodiversidade, recursos naturais...  termos conhecidos, mas mal compreendidos. A ideia de abordar a necessidade de um olhar para a proteção ambiental sob o viés econômico traz a possibilidade de aliar conservação e geração de renda. Olhar para a floresta como um ativo é não só inovador mas necessário.

Historicamente, a degradação ambiental correu em paralelo com o crescimento das populações – o que no Brasil levou a um cenário de quase extinção do Bioma Mata Atlântica e à escassez de inúmeros recursos naturais; culminando, por exemplo, na emblemática crise hídrica enfrentado pela Capital Paulista, com ápice em 2015.

O Legado das Águas, maior reserva privada de Mata Atlântica do país, e que nas últimas cinco décadas vem protegendo as nascentes ao longo do Rio Juquiá, é gerenciado sob esse viés inovador, que trata estrategicamente o ativo ambiental, para além da proteção de serviços ecossistêmicos e biodiversidade, objetivando geração de valor que contribua para o desenvolvimento territorial e gere recursos para mantê-lo, de fato, sustentável.

Frineia Rezende, gerente de sustentabilidade da Votorantim S.A., apresentará a estratégia de gestão para esse grande remanescente de Mata Atlântica, do tamanho da cidade de Curitiba, e contará porque a partir de 2017 a água do Legado contribuirá para abastecimento da Capital Paulista.

Para demonstrar a importância dessa área de proteção privada e ser eficiente em tornar a Reserva conhecida e reconhecida com um Legado de fato, a estratégia de comunicação faz-se imprescindível. Uma das formas mais eficientes de comunicar dá-se por meio do registro fotográfico, que denota seu status de conservação.

Luciano Candisani apresentará o seu trabalho no Legado como exemplo do uso da fotografia como uma ferramenta poderosa para conectar as pessoas com a importância do patrimônio natural protegido dessa Reserva Privada. Luciano tem como objetivo, nesse trabalho, produzir imagens capazes de evocar a ideia de floresta viva e saudável, uma característica marcante do Legado das Águas. Para isso, é fundamental fotografar não só suas águas e a mata mas as espécies emblemáticas da floresta a curta distância, com lentes grande-angular, de forma a colocar cada animal no contexto de seu ambiente.

O problema é que a fauna da mata é formada, em grande parte, por criaturas elusivas, que dificilmente se mostram diante das lentes, além de encontros imprevisíveis e efêmeros. Para vencer essa dificuldade, Candisani, desenvolveu uma técnica inovadora para seu trabalho no Legado: a instalação de estúdios camuflados na floresta, nos quais os animais ‘disparam’ os próprios retratos ao passarem por sensores de infravermelho. Entre os registros de Candisani encontram-se diversos animais raros e até ameaçados de extinção.

João Mariano- GPA- Inovação no setor de varejo:

“O Varejo é o elo entre os consumidores e os produtores. Entende as pessoas, assume papel de curador, tem o privilégio de criar experiências e de poder construir junto, um consumo mais consciente.

Seu ecossistema é complexo, opera em uma cadeia enorme de relações e de diversidade, pessoas fazer a diferença. O velho Varejo que apenas vende produtos está em extinção.

Para o Pão de Açúcar, felicidade é a essência e o propósito da marca, toda inovação é guiada para criar experiências que melhorem a vida das pessoas, causando impactos positivos na sociedade.

Acreditamos no desenvolvimento de pequenos produtores, na otimização dos recursos de construção e em gerar menor impacto ambiental na redução da geração de resíduos e do desperdício na reciclagem de materiais e que é preciso atender o consumidor em todos os seus momentos de compras.

Workshops

Frente de Marketing e Comunicação:

- O engajamento na era das causas (Cause);

-Como construir Movement Brands (innateMotion);
- O engajamento na Era das Causas
- Liderança, Inovação e Felicidade
- Positive Branding: Como construir e reforçar a relevância das marcas

(Pablo Barros)
- Como construir marcas sustentáveis num cenário de crises?
- Como construir Movement Brands

Frente Ambiental:

- O impacto das intervenções urbanas (Eduardo Srur);

- Food Design Thinking (Francesca Zampollo).

- Medição da pegada de carbono de produtos e gerenciamento energético de cadeias produtivas (Carbon Trust):

Descrição: O Carbon Trust é uma empresa sem fins lucrativos, líder mundial em consultoria estratégica para gerenciamento de emissões de GEE. Somos parceiros de organizações líderes ao redor do mundo, ajudando-os a identificar oportunidades de negócios alinhadas à redução de emissões.

Nossa equipe de medição e certificação criou o primeiro selo de pegada de carbono de produtos no mundo em 2008 e desde então já certificamos a pegada de 25.000 produtos, consolidando nosso selo entre consumidores e grandes empresas. Desde então, nossa experiência mostra que a medição da pegada de produtos é um primeiro passo para o gerenciamento energético de cadeias produtivas. Compreendendo a pegada de produtos, ajudamos empresas a gerenciarem riscos associados à disponibilidade de recursos, a identificarem oportunidades de eficiência energética e redução de custos ao longo das cadeias, e a repensarem seus produtos de forma à otimizarem suas cadeias.

 

Construíndo sobre a experiência que temos no Reino Unido, nos últimos 5 anos ajudamos diversos outros países a montarem e gerenciarem seus próprios sistemas de medição e certificação da pegada de produtos, incluíndo a China, México, Malásia, Turquia, Taiwan, Singapura e o Brasil, aonde recentemente lançamos o primeiro selo de pegada de carbono de produtos da ABNT, com o apoio do Ministério de Indústrias e Comércio. Apesar de cada sistema ser independente, asseguramos que estes estejam interligados, que tenham credibilidade internacional, que sejam comparáveis, e que permitam a interoperabilidade, reduzindo os custos da medição de pegada para empresas no mundo inteiro.

 

Com este workshop, pretendemos dar aos participantes uma breve contextualização sobre o tema da medição da pegada de produtos numa ótica global; uma breve capacitação entorno da medição da pegada de produtos em sí, utilizando exemplos reais e nossa ferramenta simplificada (Footprint Expert TM); e passar para uma discussão mais ampla e interativa sobre cases de oportunidades identificadas e ganhos reais obtidos por nossos clientes em suas cadeias produtivas. Nosso objetivo é mostrar às empresas líderes no Brasil que a medição da pegada de produtos tem um propósito diferente da pegada organizacional, e que pode ser muito mais do que mais uma certificação ou obrigação, devendo ser parte inerente da estratégia de qualquer empresa.

 

 
- Clima, Água, Biodiversidade: Como gerir os impactos corporativos de maneira inteligente (South Pole Group)
- Inovação social e valor compartilhado (Aoka Labs)
- Novos paradigmas de propósito comum: soluções em rede para aumento de impacto

C.    Frente de Negócios:
-  Integrando sustentabilidade aos negócios (Lorraine Smith)
- FreshBiz Game: Conectando com o Propósito (Apoena)
- Start up mindset (Maker Brands)
- Anti-palestra sobre Nova Economia (AVO)
- Externalidades positivas – Da avaliação de impacto socioeconômico à credibilidade da marca (Rever)
 

5 - Competição de Startups:

O desafio permite que os participantes fortaleçam suas habilidades de gestão e liderança. Eles terão que defender seus projetos para uma banca de jurados durante no o evento e o vencedor receberá uma bolsa de estudos da THNK, SchoolofCreativeLeadership, em São Paulo. Uma escola holandesa considerada o “ensino do futuro”que combina os mundos do design, criatividade e inovação e que tem parcerias com grandes consultorias globais como a Deloitte e a McKinsey&Company.

 

A oportunidade é aberta à participação de novas empresas de todo o Brasil. Este é o terceiro ano consecutivo que o Sustainable Brands Rio realiza a competição de startups com foco em impulsionar negócios alinhados aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, lançados pela ONU.

 

Confira as etapas da competição:

·         20 de Maio: Encerramento das inscrições

·         30 de Maio: Divulgação dos 10 finalistas

·         22 de Junho (manhã): Os 10 semifinalistas defenderão seus projetos para os jurados

·         22 de Junho (tarde): Apresentação dos 4 finalistas e premiação do vencedor no SustainableBrands Rio 2016

Tags: Sudeste (Brasil) | Sustentabilidade