Canal
Regional

Réveillon BH 2016 terá show do Skank

Por: G1 MG. 26 de Dezembro de 2015

Shows na Praça da Estação, no Centro de Belo Horizonte, vão animar a virada do ano na Capital. A festa Réveillon BH 2016 será realizada no dia 31 de dezembro, a partir das 18h, e terá Skank, Orquestra Sesiminas, Flávio Renegado, Lexa, Baianas Ozadas e Thales Lessa na programação.

Perto da meia-noite, os artistas ficarão juntos no palco para a contagem regressiva e 15 minutos de fogos de artifício vão colorir o céu sobre a praça.

Foto: Reprodução/Google.

Os ingressos já podem ser adquiridos em um posto de recolhimento na Praça da Estação. O bilhete deve ser trocado, com antecedência, por um quilo de alimento não-perecível ou ainda há como comprar um vale-alimento que custa R$ 3,00.

Os alimentos arrecadados serão doados para o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas). Segundo Rodrigo Fernandes, diretor de projetos do Servas, mais de 100 instituições em Minas Gerais serão beneficiadas. Fernandes pediu que sal, fubá e água não sejam doados.

De acordo com os organizadores, cerca de 60 mil pessoas são esperadas nos shows. Trezentos e cinquenta policiais militares vão garantir a segurança dos participantes.

O Réveillon BH 2016 é uma realização da Globo Minas, com produção da Art BHZ. O evento tem apoio da Prefeitura de Belo Horizonte e patrocínio da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Governo de Minas Gerais e Sesi-Fiemg.

Para Marcelo Matte, diretor-regional da TV Globo Minas, o evento chega em um momento de incertezas econômicas e políticas, o que traz um espírito de renovação de esperança. Matte também espera que a festa de Réveillon seja um evento fixo na agenda de Belo Horizonte.

Já o secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Mário Henrique Caixeta, ressaltou a importância do evento para a cidade.

"A escolha dos artistas foi muito eclética. Skank, BH e Praça da Estação têm tudo a ver.", disse Caixata, referindo-se à combinação que, de acordo com ele, é perfeita.

O cantor Samuel Rosa enfatizou que, em mais de 20 anos de carreira, é a primeira vez que a banda fará um Réveillon em Belo Horizonte em ambiente aberto. Para ele, a Capital mineira tem crescido nas áreas da literatura, da dança, do teatro e da música, o que deixa a cidade como uma das mais ricas na área de cultura do país.

Estrutura

A estrutura do Réveillon conta com 40 barracas que vão comercializar bebidas e alimentos em embalagens descartáveis e 250 banheiros químicos. A estimativa é que mais de 1,5 mil pessoas trabalhem na execução dos shows, direta ou indiretamente.

Seis pontos com ambulâncias, médicos, enfermeiros e UTI móvel estarão disponíveis para o público.

O esquema de segurança e logística do evento envolve Polícia Militar (PM), Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) e Companhia Brasileiras de Trens Urbanos (CBTU).

Tags: