Canal
Regional

Portoagro 2016 será de 03 a 07 de agosto

Por: 25 de Maio de 2016

Para Leonel Bertolin, secretário da Semagric, uma grande oportunidade para os pequenos, médios e grandes empresários e empreendedores do setor do agronegócio exporem seus produtos e serviços e conhecer o que há de melhor e mais moderno em tecnologia.

Será, segundo ele, momento de resgatar a credibilidade do setor produtivo e impulsionar a economia da capital. “É um espaço para grandes negócios, para mostrar as potencialidades que nossa capital tem e que são muitas. No ano passado nossa estimativa inicial era de cerca de oitenta milhões de reais em negócios, e já no primeiro dia essa expectativa mudou completamente”, destacou o secretário.

Leonel disse ainda que foi um evento muito produtivo e importante e que movimentou os mais diversos setores da economia. “Vimos produtores entusiasmados e fechamos a feira com mais de 200 milhões de reais em negócios.

Fora os setores hoteleiros, o de alimentação, transporte que lucraram e muito com a Feira. Este ano buscamos um evento com maior intensidade, maior visibilidade, levando em consideração as experiências da primeira.

Será uma oportunidade de Porto Velho conhecer Porto Velho, de conhecer suas produções. Queremos que a Portoagro se transforme não só num evento cultural, mas num evento de transferência de tecnologia, de negócios para novos investidores”, disse ele.

A feira tem sido o centro de muitas reuniões entre as diversas secretarias. Uma delas na última semana teve como foco a rede hoteleira, de turismo e a movimentação do comércio.

O prefeito de Porto Velho, Mauro Nazif, fez questão de participar. Para ele, a feira mostrou seu potencial em sua primeira edição e deve ser mantida no calendário do município. “ A Portoagro não é só um local de exposição, mas sim de fechamento de grandes negócios. Queremos transformar Porto Velho, na cidade do Agronegócio. Temos muita coisa boa em nosso município e que precisa se tornar conhecido e que com novos investimentos vai garantir renda, emprego, aquecimento do comércio e mais desenvolvimento para nossa cidade”, disse Nazif.

O empresário Adélio Barofaldi, presidente da feira, observou que nesta edição os produtores poderão conhecer in loco os projetos que estão dando certo. “Vamos ter o Dia de Campo. Uma oportunidade para conhecermos algumas propriedades que apostaram em determinado setor produtivo e que deu certo e que se tornou referência.

No ano passado, por exemplo, levamos uma boa parcela para conhecer a fazenda de um produtor de pirarucu, que recicla a água pra fazer lavoura. Então vamos levar o pessoal pra fazer essa vistoria, levar em tanques de peixe, que estão produzindo na região de Porto Velho, onde o pequeno produtor poderá visualizar in loco a produção e ter uma ideia de investimento”, disse ele.

Tags: