Canal
Regional

ONG Miau AuAu estimula adoção de cães e gatos

Por: 24 de Junho de 2015

Adotar um bichinho de estimação pode parecer uma tarefa simples, mas engana-se quem pensa desta forma. Os pets, a maioria cães e gatos, costumam encher os lares de alegria e se tornam membros da família. Apesar de serem considerados fofos e brincalhões, dão trabalho e exigem responsabilidade.

Os animais domésticos demandam tempo, dedicação e alimentação adequada, além de necessitarem de acompanhamento veterinário periódico. Por esses motivos, muitos cães e gatos acabam sendo abandonados, o que acarreta uma série de problemas, desde maus tratos até superpopulação.

Fotos: Marcelo Alves Pacheco.
ongmiauauau
Evento de Adoção do Grupo Miau AuAu.

Foi devido à falta de políticas públicas dedicadas aos animais de estimação que a ONG Miau AuAu foi criada. “Quando vimos o tamanho do abandono, a falta de políticas de castração, a falta de programas voltados ao cuidado dos animais, percebemos que a necessidade era grande.”, diz a presidente da organização, Camila Amorim.

ongmiauauau3Ela conta que já realizava trabalhos de resgate e cuidados a cães e gatos, com o objetivo de dar a oportunidade a esses bichinhos de terem uma vida alegre.

A ONG é formada por Camila e cinco amigas que, atualmente, vivem de doações para manter a estrutura e oferecer uma segunda chance aos animais. Para tanto, promovem regularmente eventos de adoção com o objetivo de encontrar um novo lar para cães e gatos.

ongmiauauau1“Somos pessoas comuns que não conseguem ficar indiferentes e os eventos são uma forma de ajudar, de contribuir com esses bichinhos. Nos responsabilizamos pelo animal até conseguirmos encontrar donos compatíveis e dispostos a cuidar e dar amor.”, afirma.

Shopping Estação Goiânia sedia hoje, (21/06) o 13º Evento de Adoção do Grupo Miau AuAu, que vai reunir cerca de 80 bichinhos. O objetivo é dar a cães e gatos a chance de conseguir um novo lar repleto de atenção e carinho, mas para adotar é preciso passar por um rigoroso processo.

Todos os animais devem ser previamente castrados, vacinados e vermifugados, além de serem previamente cadastrados junto à associação.

Para encontrar o lar ideal, os visitantes dispostos a assumir o compromisso passarão por uma triagem, entrevista e vão preencher ficha e termo de adoção, por isso, é necessário portar documento de identificação pessoal e comprovante de endereço, além de ser maior de 18 anos.

O adotante assina um termo de responsabilidade alegando estar ciente do procedimento e que dá direito ao tutor (pessoa que encontrou o animalzinho ou a própria associação) de fiscalizar, a fim de saber se os devidos cuidados estão sendo tomados. É cobrada uma taxa de adoção no valor de R$ 30,00, que serão revertidos para manutenção da ONG e cuidados com os bichinhos.

Tags: