Canal
Regional

"Ângulos da Notícia" celebra 90 anos de fotojornalismo do Globo

Por: O Globo. 1 de Outubro de 2015

Nos 450 anos do Rio de Janeiro, O Globo e o Museu de Arte do Rio - MAR, sob a gestão do Instituto Odeon, abrem ao público "Ângulos da Notícia - 90 anos de fotojornalismo do Globo".

São mais de 150 obras de grandes nomes do fotojornalismo nacional, que diariamente emprestam seus olhares para levar informação a milhares de leitores.

Foto: Domingos Peixoto.

Com curadoria do MAR e do Globo, a exposição apresenta um Rio de Janeiro que passa cotidianamente pelas páginas do jornal, com suas alegrias, dores, destruição e reconstrução, num testemunho de uma cidade que não para de se reinventar. A exposição faz parte das comemorações dos 90 anos do jornal O Globo.

Cada núcleo da mostra terá seu texto assinado por jornalistas e colunistas conhecidos do grande público. Miriam Leitão escreverá sobre o período da ditadura, que na exposição será representado por imagens que abrangem desde as primeiras movimentações para o Golpe de 64 até fotos raras do cadáver do estudante Edson Luís, com a propriedade de quem viveu os terrores da época.

Ainda na área política, Merval Pereira contextualizará o cenário anterior ao ano de 1961, com o isolamento do poder em Brasília, e o lento processo de redemocratização que leva à constituição de 1988.

Os debates sobre habitação social e transformações urbanas, temas amplamente discutidos em exposições do MAR, dessa vez serão tratados por Sergio Magalhães, enquanto o editor de Sociedade, William Helal Filho, discorrerá sobre religião e educação, assuntos que também fazem parte da rotina do museu.

Apaixonado pelas mulatas do carnaval, Ancelmo Gois escreverá sobre os registros da festa e sua relação com a cultura afro-brasileira. Imagens que ajudam a reforçar o imaginário da cidade maravilhosa, unindo o Rio e seus contornos, vistos do chão e do céu, serão traduzidas pelo texto do veterano João Máximo. Já na contramão da alegria e da beleza carioca, as dores causadas por conflitos sociais e pela violência serão expressadas por Paulo Motta, editor executivo do Globo. 

O amor pelo esporte virá representado por Fernando Calazans em um núcleo que reúne grandes lances do futebol, do ídolo Ayrton Senna e cenas inusitadas de diversas modalidades. A música popular brasileira e seus grandes personagens serão introduzidos pelo cronista Nelson Motta.

Já o fotojornalismo do Globo será apresentado pelo editor de opinião, Aluizio Maranhão, e a mostra contextualizada por Ascânio Seleme, diretor de Redação. 

Atualmente dirigida por Antônio Ribeiro, a seção de fotografia do Globo valoriza o papel histórico e contemporâneo de um jornal na elaboração da notícia cotidiana. O design gráfico do veículo, renovado em 2012 pela Cases Associats, responsável também pela remodelação de jornais como El País (Espanha), The Independent (Inglaterra), Clarín (Argentina) e O Estado de S. Paulo, estabelece uma nova relação entre imagem e texto.

Foto: Marcelo Carnaval.

A exposição fica aberta até 29 de novembro, no Museu de Arte do Rio.

Tags: