Canal
Regional

Indaiá participa de ação de responsabilidade socioambiental

Por: Indaiá. 21 de Outubro de 2015

O que você faria se ao chegar num local para praticar uma atividade esportiva e o local estivesse interditado por uma montanha de lixo? Parece improvável, mas não é impossível de acontecer!

Em Fortaleza, segundo dados da prefeitura, existem hoje nada menos do que mil e oitocentas rampas de lixo catalogadas na Capital. Cada habitante gera 1,89 kg de lixo por dia – média igual a de Nova York e superior a de São Paulo (1,25), Rio de Janeiro (1,61) ou Distrito Federal (1,69).

Fotos: Divulgação.

“Isso não representa que Fortaleza produza mais lixo que outras cidades. A gente está coletando o que não deveria estar. Estamos fazendo o papel que o ente privado deveria estar fazendo.”, explicou o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, durante apresentação do Programa de Ações para a Gestão de Resíduos Sólidos, que tem combatido o descarte irregular de lixo na Capital.

O problema é que o descarte irregular do lixo compromete a cidade em fatores de saúde, meio ambiente e economia. E, se o cidadão não vê o lixo como um problema, não vai se incomodar em ver espalhado na cidade e vai continuar poluindo o ambiente. Por isso, moradores da cidade, empresários, representantes da Sociedade Civil e do Poder Público precisam assumir responsabilidades, e, juntos, adotarem medidas para diminuir os impactos negativos do descarte irregular do lixo em Fortaleza.

Responsabilidade Socioambiental

A Indaiá está apoiando, este ano, a exemplo de outros anos, o movimento nacional Limpa Brasil, que visa multiplicar a consciência da limpeza urbana como ato de responsabilidade social e ambiental do poder público, da iniciativa privada e da sociedade. Uma das ações mais importantes ocorrerá na Corrida TV Verdes Mares, que será realizada no próximo dia 25 de outubro em Fortaleza, a partir das 6h, na Praia do Futuro.

Os organizadores da corrida cederão espaço para uma intervenção impactante. Atletas profissionais e amadores, além do público que passarem pelo local da corrida, viverão uma experiência de como o lixo pode ser prejudicial e de como uma pequena mudança de atitude é capaz de resolver a questão.

Impactos

As corridas de rua são uma febre nas cidades, independente do porte delas. Não por acaso! As pessoas estão cada vez mais preocupadas em manter a forma física, seja por questões estéticas, ou, principalmente, por buscarem uma melhor qualidade de vida. Ocorre que, em meio à adoção desse estilo de vida mais saudável por parte da população, encontramos nesses eventos uma contradição. A quantidade de lixo, especialmente, copos de plástico descartável jogados ao chão é de chamar a atenção.

A Indaiá viu no evento a oportunidade de fazer um trabalho que tem a intenção de ser o início de uma mudança de cultura entre os atletas e o público presente. Além de se responsabilizar pela limpeza de todo o percurso após a corrida, quer ajudar a transformar o evento na primeira corrida de rua do País a estimular o descarte correto de lixo pelos próprios atletas.

Movimento Limpa Brasil

O Limpa Brasil é considerado o maior movimento mundial de cidadania e cuidado com o meio ambiente. Teve início na Estônia, no ano de 2008, e está presente hoje em 140 países adotando como base de todo o trabalho o descarte correto do lixo.

No Brasil, o Limpa Brasil existe desde 2011. O programa de educação ambiental já foi levado a 22 cidades brasileiras, onde foram impactadas mais de 300 mil pessoas e recolheu cerca de três mil toneladas de material reciclável, que foram doados à Cooperativas de Catadores de Resíduos, gerando trabalho e renda para famílias de pessoas que vivem da reciclagem.

          

 

 

Tags: