Canal
Regional

Cia Mútua leva peças de teatro para vários bairros de Itajaí

Por: 24 de Junho de 2015

Um projeto da Cia Mútua está oportunizando que mais pessoas tenham acesso ao teatro em Itajaí. A ação já reuniu mais de 700 pessoas em cinco dos dez espetáculos que estão sendo oferecidos ao público.O objetivo da companhia é descentralizar as apresentações e levar a arte a sete bairros da cidade.

As atividades fazem parte do projeto “Circulação de Repertório: O Teatro vai ao Público”, que tem o objetivo de propiciar aos itajaienses o contato com o trabalho da companhia por meio de apresentação gratuita de seu repertório. Aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura, o projeto tem apoio da JBS Foods.

Foto: Marcos Porto.
Cia Mútua
Apresentação realizada em São Vicente.

As atrações são realizadas em escolas públicas, associações comunitárias e áreas rurais. Cada local receberá uma ou duas apresentações, de acordo com a faixa etária, contexto social, infraestrutura e necessidades técnicas.

No dia de hoje (24/06), haverá a apresentação de 'Um Príncipe Chamado Exupéry' na Vila Operária e o encerramento da ação acontece no sábado (27/06), no bairro São João, com o Teatro Lambe-lambe.

A atriz e produtora da Cia Mútua, Mônica Longo, conta que o projeto surgiu da intenção da companhia de se aproximar mais da comunidade e levar os espetáculos para locais que possuem menos acesso. Para as apresentações, a companhia leva toda estrutura técnica necessária, fazendo com que a peça não perca em qualidade.

"O resultado está sendo bem bacana. Tivemos 720 pessoas nos espetáculos já apresentados e percebemos que muitos estão assistindo a uma peça de teatro pela primeira vez." comenta Mônica.

A produtora diz ainda que o projeto tem cumprido seu objetivo e também formado um público diferente. "A gente sabe da necessidade de formação de plateia e levando para os bairros queremos provar que o teatro não é elitizado, que é popular e gratuito.", reforça.

Já receberam as peças da Cia Mútua os bairros Cidade Nova, Cordeiros (Murta), Itaipava, São Vicente e Espinheiros. Também foram promovidas duas oficinas sobre Sensibilização para as Formas Animadas, no Cordeiros.

Tags: