Canal
Regional

Centenas comparecem à Feira de Troca de Livros e Gibis em Manaus

Por: Redação 26 de Abril de 2016

Os amantes da leitura tiveram a oportunidade de participar da Feira de Troca de Livros e Gibis, realizada neste domingo (24) na Bibioteca Pública do Amazonas, no Centro de Manaus. 

Jovens, crianças e idosos trocaram livros de diversos gêneros durante o evento, promovido pela Secretaria de Estado de Cultura (Sec).

 Segundo a organização, até o início da tarde deste domingo cerca de 120 pessoas já haviam visitado a feira. O gerente administrativo Mário Jorge Santos, de 42 anos, apoiou a iniciativa, mas atentou para a falta de divulgação do evento.

"A troca de cultura é o principal. Quase não vemos aqui em Manaus a divulgação desse tipo de evento, assim como de teatro, entre outras artes. 

Eu vim porque o meu filho de 13 anos viu na internet e me chamou. Eu não tive essa informação nos meios que acesso. Então a divulgação deveria ser mais enfatizada para que toda população possa ter acesso", comentou.

 Santos destacou ainda a variedade de gêneros literários presentes na feira, que iam desde biografias a gibis infantis.

Alguns pais levaram as crianças para trocar quadrinhos antigos e aproveitaram para incentivar o hábito da leitura, como Simone Lima. Ela levou o filho Caio, de oito anos, além da sobrinha Luiza, de sete.

"Estamos levando 21 gibis. Na escola dele [Caio] existe uma feira similar a essa. Esses gibis já vão ser trocados na escola. Eu achei uma surpresa essa feira, principalmente por ser realizada por órgãos públicos. 

Hoje livros são caros e a ideia da troca é boa, pois incentiva os pais a trazerem as crianças. A troca além de ser divertida, as crianças conhecem outro tipo de literatura", afirmou.

Para o secretário do estado de cultura, Robério Braga, a promoção de eventos deste tipo serve para proporcionar a interação entre os leitores e também indicar novos gêneros de leitura. Braga afirmou que novos eventos como este serão realizados durante o ano.

Tags: Infantil | Feiras de Negócios | Europa | Cultura