Canal
Regional

Boulevard Shopping recebe exposição "Quem é o homem do sudário?"

Por: Doizum Comunicações 8 de Março de 2016

 Um dos assuntos mais intrigantes de toda a história da humanidade, a mostra traz a réplica do manto que teria envolvido Jesus após sua morte, além de objetos e estudos científicos sobre o tema. A exposição chega ao shopping na véspera da Semana Santa, no dia 22 de março, com uma abertura para convidados e estará aberta ao público no dia seguinte (23). A visitação é livre e gratuita e seguirá até 30 de abril, no piso G2 do Boulevard, de segunda a sábado, das 10h às 21h, e aos domingos, das 14h às 20h.

  Com curadoria do Padre Alexandre Paciolli, a mostra dispõe de aproximadamente 40 painéis que contam a história do lençol que mostra marcas de um homem que foi flagelado, torturado e crucificado, e que até os dias de hoje a ciência não conseguiu reproduzir. Ocupando um espaço de cerca de 400m², a exposição será um circuito dividido em cinco fases que, além de uma verdadeira aula sobre os mistérios do Sudário, oferecerá ao visitante uma inesquecível experiência sensorial.  A primeira fase apresentará, em cinco painéis, o Mapa do Sudário, onde será possível compreender os diversos traços e desenhos do manto sagrado. Além disso, o visitante encontrará um fac-símile do lençol sepulcral, que é exposto em Turim, na Itália, e poderá conferir mostruários com as réplicas das moedas colocadas sobre os olhos do Homem do Sudário, dos pregos, dos flagelos, da coroa de espinhos e da tumba onde ele foi enterrado. 

 A segunda fase reunirá 12 painéis explicando os diversos estudos que os cientistas fizeram sobre este lençol sepulcral. Já a terceira fase mostrará todo o percurso histórico do Sudário, por onde ele passou e como ele chegou até Turim. A quarta fase trará toda a análise médico-forense dividido em oito painéis, que comprovam cientificamente que o homem impresso no Santo Sudário foi flagelado e crucificado.

       Finalmente, a quinta fase apresentará duas peças muito importantes para a exposição. A primeira é um holograma, feito pelo cientista Petrus Soons em raio laser, que reproduz em 3D a figura contida no manto sagrado. A segunda é uma escultura em bronze, construída a partir de todos os estudos feitos, com altura, proporções exatas e posição rigor mortis do Homem do Sudário.

O QUE É O SUDÁRIO

Estudado pela religião e pela ciência, o Sudário de Turim intriga a humanidade pela sua complexidade e pela sua possível ligação com a passagem bíblica relacionada à Paixão de Cristo. Desde o século XIX o Santo Sudário vem sendo estudado por inúmeros cientistas, entre eles arqueólogos e médicos forenses, já empenharam mais de 200 horas de trabalho em pesquisas sobre o Sudário. As descobertas revelam que as marcas de sangue presentes no lençol apontam que a pessoa que foi enrolada por ele era um homem na faixa dos 37 aos 39 anos, possuía entre 1,75m e 1,80m de altura e era de raça semítica.

Além disso, é possível notar perfurações na cabeça, marcas deixadas por uma possível coroação de espinhos. Mas uma das características mais intrigantes do Sudário é o fato de não haver marcas de decomposição vindas de uma possível degeneração do corpo do cadáver. De acordo com as pesquisas, o tecido ficou em contato com as manchas de sangue por um período de até 40 horas.

SOLIDARIEDADE

     Durante o período da exposição “Quem é o Homem do Sudário?”, o Boulevard Shopping arrecadará doações de alimentos não perecíveis para entregar Acolhida Solidária Dom Luciano Mendes de Almeida, da Arquidiocese de Belo Horizonte. Quem quiser participar da ação de solidariedade, basta levar a doação quando for visitar a exposição e deixar na entrada do espaço.

A Acolhida Solidária Dom Luciano Mendes de Almeida integra o Vicariato Episcopal para a Ação Social e Política da Arquidiocese de Belo Horizonte. Ampara e acolhe os mais pobres, em suas necessidades mais emergenciais - oferece atendimento a moradores de rua, pessoas que sofrem com a dependência química, vítimas de violência doméstica. Também organiza campanhas de ajuda humanitária. 

Tags: