Canal
Publicidade

Proteção Animal Mundial adere à campanha 'Stop Hate for Profit'

Por: Redação. 7 de Julho de 2020

A Proteção Animal Mundial, Organização não-governamental que atua em prol do bem-estar animal, anuncia que, durante o mês de julho, não fará publicidade no Facebook e no Instagram, em apoio à campanha “Stop Hate for Profit”, que pede que a plataforma endureça o combate a publicações de disseminem ódio, preconceito e informações falsas. 

Aproximadamente, mais de 150 empresas já aderiram ao movimento.

As principais novidades do universo da publicidade estão aqui.

Leia também: Facebook perde US$ 74,6 bilhões com boicote de anunciantes.

“A Proteção Animal Mundial denuncia todo e qualquer discurso de ódio e pressionamos ao Facebook e outras plataformas a fazem o mesmo e impedir a disseminação de qualquer tipo de preconceito e desinformação. Queremos que todas as plataformas de mídia social sejam mais responsáveis na forma que operam, inclusive, trabalhando em parceria com organizações não-governamentais, na construção de um ambiente mais responsável e informativo.”, afirma Helena Pavese, diretora-executiva da Proteção Animal Mundial no Brasil.

A organização complementa alertando sobre os conteúdos contra o bem-estar animal que são disseminados por meio das redes sociais.

“Apesar de as plataformas digitais serem ferramentas importantes para a realização do nosso trabalho de lutar pelo bem-estar dos animais, as redes também são um canal para o compartilhamento de conteúdo que encoraja caça, comércio, tráfico e outras ações que colocam os animais em risco. Por isso, por vias diplomáticas, tentamos endurecer os filtros e bloqueios nas redes sociais. Apenas com o trabalho em conjunto conseguiremos construir um sociedade mais justa, livre de preconceito e ódio, tanto para os humanos, quanto para os animais.”, finaliza Helena.

Tags: Facebook | Instagram | Redes Sociais | publicidade | boicote ao Facebook | Proteção Animal Mundial