Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Coca-Cola foi mais uma vez protagonista na Euro 2020

Por: Redação.. 2 de Julho de 2021

A Coca-Cola é um dos patrocinadores da Eurocopa 2020 com maior presença na mídia até agora neste torneio.

Depois que o astro Cristiano Ronaldo tirou duas embalagens do refrigerante que estavam à sua frente em uma sala de imprensa, e, com certo gesto de rejeição, levantou sua garrafa d'água e recomendou água potável não Coca-Cola, a atenção voltou à marca graças ao capitão da Seleção da Suíça.

Leia também: Cristiano Ronaldo causa prejuízo bilionário à Coca-Cola.

O suíço Granit Xhaka foi pego desfrutando de uma Coca-Cola no campo minutos antes da disputa de pênaltis na partida das Oitavas-de-Final da Euro, entre França e Suíça.

A ação voltou a ser tendência e desencadeou uma série de reações, pois era uma estrela do futebol que se opunha claramente a Cristiano Ronaldo, verdadeiro hábito, ou estratégia de marketing?

A Coca-Cola Company tornou-se uma das questões centrais após a atitude do astro português, o que levou até a Uefa a relembrar as equipes dos compromissos que têm com os patrocinadores da Euro 2020.

O jogador Xhaka foi elogiado nas redes sociais por ter alcançado as Quartas-de-Final e por fazer a melhor campanha da Coca-Cola no torneio continental.

Coca-Cola respondeu a Cristiano Ronaldo

Depois do gesto de Cristiano Ronaldo, não só a fama da Coca-Cola ficou exposta, mas também teve um impacto negativo na marca, já que as ações e o preço da empresa tinham um valor antes e um depois do momento protagonizado pelo número 7 de Portugal.

A decisão de colocar as garrafas de lado causou uma queda brutal de 1,6 por cento para a empresa no mercado de ações, e, em termos econômicos, a Coca-Cola passou de US$ 242 bilhões para US$ 238 bilhões. Uma perda total de US$ 4 bilhões.

Diante disso, havia muito boato sobre qual poderia ser a reação deste patrocinador do torneio, que se ele pudesse ao menos romper os laços com a Uefa, no entanto, ele enviou um comunicado onde sua posição foi:

“Todos têm direito às suas próprias preferências de consumo. Os jogadores de futebol deste torneio ganham água, juntamente com a Coca-Cola e a Coca-Cola Zero em conferências de imprensa.”, referiu o porta-voz da Coca-Cola, que acrescentou que “Obviamente, os jogadores e treinadores são livres para escolher as bebidas que pretendem.”

 

Foto: Reprodução.

Tags: coca-cola | euro-2020 | cristiano-ronaldo | marketing-esportivo | melhores-da-semana